TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Interior

Nova imagem mostra PM tentando tirar arma de filho de secretária em Jardim (vídeo)

Rapaz levou três tiros em frente a uma boate e morreu instantes após ser socorrido

15 maio 2022 - 14h11Por Thiago de Souza

Imagens de câmeras de segurança, de um PUB, mostram, por outro ângulo, a morte de Pedro Henrique Evangelista Bahia, 24 anos, na madrugada deste domingo (15), em Jardim. Um dos policiais militares que atingiu o rapaz, tenta retirar algo das mãos dele. 

Bahia era filho da secretária municipal de Desenvolvimento Econômico e Cultura, Delaine Evangelista Bahia e do pecuarista Erivaldo Bahia.

Na gravação, Pedro chega ao local com algo em mãos. Ele é repreendido por um homem, ainda na porta da casa de diversões. Na sequência, surge um homem, que seria um PM, já com a arma em mãos e apontando para o filho da secretária. Outro militar, que estaria de folga, surge atrás do primeiro. 

Ainda conforme o registro em vídeo, Pedro aponta um objeto para o PM, que dá um tapa na mão da vítima. Na sequência acontece um disparo, seguido de mais dois. O filho da secretária caminha cambaleando, até cair atrás de um carro. 

Um dos policiais que atira no jovem o acompanha e, com os pés, afasta o que seria a arma de Pedro de perto das mãos dele. A vítima foi socorrida até o Hospital Marechal Rondon, mas não resistiu aos ferimentos. 

Fatalidade

O tenente-coronel Velasquez, comandante do 11º Batalhão de Polícia Militar de Jardim, informou ao MS Jardim News, que os três PMs estavam de folga no PUB, quando foram avisados que havia um homem armado, fazendo ameaças em frente à boate. 

Os militares saíram do interior da casa noturna, diz o oficial, e se identificaram como policiais. No entanto, Evangelista não respeitou a ordem de abaixar a arma e ainda disparou um tiro. Houve revide e o jovem baleado e morto. 

Velasquez destacou que abriu um inquérito policial militar para apurar as circunstâncias da morte, mas que a princípio se trata de uma fatalidade. O comandante destacou que a vítima era de boa índole, filho de pessoas conhecidas na cidade, mas que estaria em surto. 

Os três militares foram afastados de suas atividades e vão receber apoio psicológico da corporação. 

Segundo testemunhas, Bahia estava no PUB quando teve um desentendimento e saiu do local, prometendo pegar uma arma e se vingar. A Polícia Militar teria procurado o rapaz pela cidade, mas só o encontrou segundos depois dele ser alvejado por militares de folga, que curtiam a balada.