Menu
sábado, 18 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Interior

Onça monitorada morre em Corumbá; suspeita é envenenamento

Veneno agrícola ilegal no mercado brasileiro pode ter causado as mortes

18 junho 2021 - 16h44Por Thiago de Souza

Uma onça monitorada e 18 animais foram achados mortos, no Pantanal de Corumbá. Após análise inicial, surgiu a suspeita que todos morreram por ingestão de agrotóxico. 

Conforme o Pantaneiro e o Dourados News, no começo de maio, o colar de monitoramento da onça já apontava para a morte do felino. No entanto, a equipe de monitoramento do Instituto Reprodução para Conservação só conseguiu ir ao local no último sábado (12). 

Próximo da onça, havia um jaguar macho, adulto, de cerca de 140 quilos, também morto. Outros animais, como urubus, gavião carcará, cachorro-do-mato e centenas de moscas tinham morrido. 

Ainda segundo o site, a Polícia Federal foi notificada e solicitou que a equipe do instituto retornasse ao local, junto ao Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). 

A suspeita é de uso de veneno ilegal proveniente da fronteira, se comprovado, o fato será registrado como crime ambiental. Esse tipo de veneno pode deixar resíduos na carcaça e solo por pelo menos 6 meses e, segundo o instituto, quem o utilizou sabia o que ocorreria com quem tivesse contato.

Foi realizada a coleta de materiais biológicos para análise em laboratório pelos agentes e a propriedade rural, onde todos os animais foram encontrados, já foi notificada e responderá legalmente pelo ocorrido.