segunda, 15 de julho de 2024

Busca

segunda, 15 de julho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Interior

01/02/2024 15:16

Por terra e com 'avião-pipa', Bombeiros mapeiam área e combatem fogo no Pantanal

Chamas foram identificadas no sábado em área de difícil acesso

Bombeiros militares do MS combateram, nesta quinta-feira (1º), incêndio na Serra do Amolar no Pantanal Sul-Mato-Grossense, que começou no sábado (27). O local é de difícil acesso e houve apoio do avião que transporta água para despejar nas chamas. 

Conforme a divulgação, os militares fizeram voo de reconhecimento na área nesta quinta-feira e uma das aeronaves usadas foi a ''Air Tractor'', que armazena até 3 mil litros de água para combate às chamas. 

Foi observado que a área é de difícil acesso, inclusive pelos rios, que tem camalotes e vegetação flutuante que prejudicam o deslocamento de barco. Foi preciso seguir por terra para acessar o local. 

O trabalho dos militares começou na terça-feira (30), na região da Serra do Amolar, quando a chuva que atingiu a região contribuiu para reduzir os focos, de onze para seis. Até ontem (31), 1.598 hectares na Serra do Amolar tinham queimado. 

Ainda na quarta-feira à tarde, equipes de campo identificaram locais com fumaça e realizaram atuação direta para reconhecimento da área. Em todo o Pantanal, conforme o Painel do Fogo, neste primeiro mês do ano foram registrados 115 eventos de fogo, enquanto no ano passado foram 28 registros.

''A guarnição subiu o Rio Paraguai, foram cinco horas de deslocamento na Serra do Amolar. E a área é de difícil acesso, foram várias horas para progressão de poucos quilômetros no local do incêndio. A equipe atua com equipamentos de combate e drones para georreferenciamento”, disse a tenente-coronel Tatiane.

''Atuamos na ilha próxima a fazenda Serra Negra, optamos por tentar acessar de frente e não conseguimos, próximo às margens, a gente não tinha cesso. Rodeamos a ilha, entramos por trás do fogo, caminhamos quase 1,5km para chegar na cabeça do incêndio. Fizemos todo o procedimento, combate direito com soprador, que foi a opção. Logo em seguida a gente fez o monitoramento de toda a ilha. Agora está extinto'', explicou o sargento Assis, que está no local.

Miranda

O Corpo de Bombeiros também atua no monitoramento da região do Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro, em Miranda. No local foi controlado e extinto incêndio florestal nesta quarta-feira (31).

''As nossas guarnições estão a pronto emprego em todo o Estado. A medida que detectamos a necessidade de aumentar a estrutura, estamos mobilizados para reforço no combate”, disse a tenente-coronel do Corpo de Bombeiros.

A equipe do Corpo de Bombeiros começou a atuar na área na terça-feira (30), e ontem a fumaça do incêndio chegou até a cidade. O fogo foi controlado, mesmo assim os militares mantêm atividades com utilização de máquinas – pá carregadeira, trator de lâmina e de grade.

Serra do Amolar

A região da Serra do Amolar, que está dentro do Pantanal em Corumbá (MS), é um território de grande biodiversidade e área de Reserva da Biosfera, além de ser um Patrimônio Natural da Humanidade. O território é formado por 80 km de extensão de morrarias que chegam a ter quase 1 mil de altitude. A área fica a aproximadamente 700 km de Campo Grande, a partir de Corumbá e por via fluvial, pois só é possível chegar nesse local por ar ou pelo Rio Paraguai. 
 

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO