Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Polícia

Bandido morto em troca de tiros era procurado da justiça em MS

Ele tinha um mandado de prisão em aberto

23 maio 2021 - 08h23Por Dany Nascimento

Gustavo Silva dos Santos, 23 anos, morto durante uma troca de tiros com policiais do Batalhão de Choque acumulava passagens pela Polícia e tinha um mandado de prisão em aberto. 

Ele e Guilherme Souza Camargo, 29 anos, atiraram contra os policiais e acabaram atingidos por disparos de arma de fogo na madrugada de ontem (22), na Vila Piratininga, em Campo Grande. 

Segundo o Batalhão de Choque, Gustavo tinha passagem por tráfico de drogas, roubos, furtos, entre outros crimes. 

O suspeito foi o primeiro morto identificado pela polícia. 

Segundo

O segundo bandido morto, foi Guilherme Souza Camargo, 29 anos. Uma tia do suspeito reconheceu o corpo. 

Conforme os policiais, os dois bandidos baleados foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. 

O caso

A dupla tinha assaltado um casal, de 35 e 26 anos que estava dentro de um Hyundai Elantra, na Piratininga, na noite do dia 21 de maio.

Conforme informações do boletim de ocorrência, o casal estava em frente a uma residência, mas no veículo, quando foi abordado pela dupla. 

Os criminosos anunciaram o assalto dizendo “passa o celular, cadê a chave do carro, passa a aliança e corrente”. 
Além disso, os bandidos ergueram a camiseta do homem para verificar se ele não estava armado. 

Ao entrar no veículo, os criminosos mandaram as vítimas descerem e fugirem. A mulher notou que um veículo VW Polo está acobertando a ação dos bandidos.   

Diante dos fatos, a Equipe do Batalhão de Choque foi acionada e notou na Rua Estevão Alves Ribeiro os suspeitos com o veículo Hyundai/Elantra. 

Eles, então, solicitaram apoio, mas os autores perceberam que estavam sendo perseguidos, pararam o carro e fugiram a pé. 

Guilherme sacou a arma e efetuou disparos contra os policiais após receber ordem de parada. Os militares revidaram e o criminoso foi atingida com quatro disparos de arma de fogo no tórax. 

Ele foi socorrido e levado ao Hospital Regional, mas não resistiu. O criminoso estava com um revólver Taurus. 

Depois disso, os policiais continuaram as buscas pelo segundo autor, que foi encontrado nos fundos do Parque Ecológico Anahnudizinho. 

Ele atirou contra os policiais, que revidaram. Gustavo, assim como o comparsa, foi socorrido, mas não resistiu. 
O carro das vítimas foi recolhido e encaminhado à Defurv, o caso foi registrado na Depac Cepol.