TCE JUNHO 2022
PREF MARACAJU JUNHO REFIS 2022
Menu
quarta, 29 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
Polícia

Celular de adolescente que cometeu aborto passará por perícia

Polícia quer descobrir o que ela contou ao namorado após enterrar o feto no quintal da própria casa

16 março 2017 - 17h33Por Kerolyn Araújo

O celular da jovem de 17 anos que cometeu aborto e enterrou o feto do bebê no quintal da própria casa na tarde de ontem (15),  passará por perícia para confirmar se a mãe da menor tinha ou não conhecimento do aborto que ela cometeu. Na tarde desta quinta-feira (16), a polícia, perícia, a menor e a mãe retornaram à residência para esclarecer algumas divergências. 

De acordo com a delegada titular da Delegacia Especializada em Atendimento à Infância e Juventude (Deaij), Aline Gonçalves Sinnott, eles retornaram ao local nesta quinta-feira para esclarecer algumas informações, entre elas a possibilidade da menor ter feito tudo sozinha. "Ela disse que não teve a ajuda da mãe em nenhum momento e fez tudo sozinha. A menor também estaria há dois dias fazendo jejum e ingerindo apenas um chá abortivo", explicou.

Segundo Aline, quando expeliu o feto, a menor decidiu enterrá-lo no quintal da residência. Após a ação, ela teria ligado para o namorado e contado o que tinha acontecido. Conforme o depoimento, a mãe da adolescente não sabia que ela estava grávida. A denúncia do aborto foi feito à polícia pelo namorado e sogra da menor. 

A polícia apreendeu o celular da menor e do namorado, mas as conversas já haviam sido apagadas. Agora, ambos aparelhos passarão por perícia para mostrar como os fatos ocorreram.

De acordo com a delegada, a menor responderá por ato infracional de aborto e poderá ser apreendida. Caso seja comprovado a participação da mãe no crime, ela também será responsabilizada.

A menor estava grávida de 21 semanas.