TCE Abril 25 a 29/04
Solurbe - corrida do meio ambiente 18/04 a 08/05
(67) 99826-0686
ENTREGAS

Mapa da violência: Sejusp registra aumento de assassinatos e roubos na Capital

Somente nos primeiros seis meses, secretaria foi notificada de 76 mortes em Campo Grande

11 SET 2016
Kerolyn Araújo
18h03min
Foto: Geovanni Gomes

O primeiro semestre de 2016 foi marcado por violência na Capital Morena. Casos que chocaram a população, como o do assassinato da manicure Jeniffer Nayara Guilhermete de Moraes, 22 anos, morta no dia 16 de janeiro na região do inferninho, e o mais recente, onde a estudante Victoria Correia Mendonça, 18 anos, foi executada com um tiro na nuca na Vila Popular em abril, fazem parte da estatística de 76 homicídios ocorridos nos primeiros seis meses do ano, o que representa aumento de 13% em relação ao mesmo período do ano passado.

Conforme dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), do dia 1° de janeiro de 2016 até o dia 31 de julho, foram registrados 76 homicídios em Campo Grande, nove a mais em relação ao mesmo período do ano passado, com 67 mortes.

Ao contrário de Campo Grande, cidades do interior de Mato Grosso do Sul apresentaram queda no índice de homicídios dolosos. Nos primeiros seis meses de 2015 foram registradas 252 mortes. Em 2016, a secretaria registrou 231 casos, 21 a menos.

Roubos 

Ainda conforme dados informados pela Sejusp, não foram apenas casos de homicídio que tiveram aumento em Campo Grande. Casos de roubos aumentaram 16% na Capital.

No primeiro semestre de 2015, 3.772 pessoas foram vítimas de roubos em residências e vias públicas na cidade. Em 2016, o número pulou para 4.396 casos. 

No interior do Estado, os números apresentaram pequena queda. Nos primeiros seis meses de 2015 foram registradas 2.197 ocorrências de roubos. Já no mesmo período de 2016, 2.192.

Veja também