Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
Polícia

Não caia em ciladas! Delegado ensina como identificar golpe do falso sequestro

Bandidos geralmente escolhem pessoas mais velhas para aplicar o golpe; fique atento!

16 agosto 2019 - 15h00Por Dany Nascimento

Muitas pessoas já ouviram falar que bandidos ligam diariamente para algumas famílias, na tentativa de aplicar o golpe do falso sequestro para arrancar quantias em dinheiro. Na tentativa de impedir essas atuações, o delegado de Polícia Civil Enilton Zalla dá dicas para a população evitar este tipo de situação.

Conforme o delegado, o bandido liga dizendo que está com um parente, induzindo a pessoa a falar o nome do mesmo. “Se você receber uma ligação por telefone, onde a pessoa fala que está com pessoa da sua família, sequestrada e pede um valor para você, estamos diante de golpe de falso sequestro. Eles falam 'olha, aqui é o filho, sobrinho, primo', daí a própria pessoa fala o nome de quem ela está pensando. A partir deste nome, o golpista ludibria para extorquir. Tome muito cuidado com esse tipo de ocorrência”.

Na maioria dos casos, o golpista liga para o filho da vítima, se passando pela rede de telefonia, pedindo que o mesmo mantenha o aparelho desligado para atualização. “Eles ligam para vítima, passando por concessionária de telefone, para ela permanecer com telefone desligado e liga para você, mãe, pai, geralmente pessoas idosas, dizendo que seu sobrinho, filho, foi sequestrado”.

Ao se deparar com uma ligação de falso sequestro, o delegado pede que o cidadão desligue a ligação e procure a polícia. “Você deve entrar em contato com a Polícia Civil para registrar ocorrência e receber  as informações necessárias. Pessoas com mais idade são escolhidas pelos bandidos”, revela.