TJMS Abril
Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
corona
Polícia

Assassinado no Estrela do Sul era considerado líder do tráfico na região

Ele chegou a ser preso com 396 kg de maconha dentro de freezer

08 janeiro 2020 - 12h05Por Rayani Santa Cruz e Nathalia Pelzl

Morto nesta manhã, Wellington Jackson Batista Bezerra, 31 anos, já foi preso por tráfico de drogas e, no ano de 2017, era considerado um dos ‘líderes do tráfico’ na região norte da Capital.

Em agosto de 2017, Wellington ficou conhecido na imprensa e nos meios policiais, depois de ser preso com 396 quilos de maconha, que estavam escondidas em um freezer.

Na ocasião, ele e mais dois comparsas, identificados como Macksander Aparecido Ovando da Silva e Emerson de Lima Furtuoso, foram presos. A droga estava escondida em uma casa no bairro Jardim Cerejeiras. 

À época, o delegado João Paulo Sartori, então titular da Denar (Delegacia Especializada em Repressão ao Narcotráfico), disse que o trio assumiu o comando do tráfico na região depois da prisão do traficante Rogério Campos de Moraes.

Assassinato

Wellington Jackson Batista Bezerra, 31 anos, foi executado a tiros enquanto caminhava na rua Das Balsas, esquina com a rua Bodas de Fígaro, no conjunto Estrela do Sul, região norte de Campo Grande. O caso ocorreu na manhã desta quarta-feira (8).

A vítima foi atingida com mais tiros pelo corpo. No local havia nove cartuchos e a Polícia acredita que sejam de pistola 380.

Testemunhas afirmam que o suspeito pela execução estava sem camisa e de short. O assassino estava a pé e abordou a vítima efetuando os disparos praticamente à queima roupa e fugindo posteriormente. 

A Polícia Civil investiga o caso, existe hipóteses de disputa entre traficantes e dívidas de drogas. 

(Wellington Bezerra, Foto: Nathalia Pelzl)

Leia Também

Conselhos de MS recomendam que profissionais da saúde façam cadastro no Ministério
Saúde
Conselhos de MS recomendam que profissionais da saúde façam cadastro no Ministério
Ministério da Saúde: Brasil não chegará a 100 mil mortos pela Covid-19
Geral
Ministério da Saúde: Brasil não chegará a 100 mil mortos pela Covid-19
'Número 2' do Ministério da Saúde quebra isolamento e dá desculpa marota para 'corridinha'
Geral
'Número 2' do Ministério da Saúde quebra isolamento e dá desculpa marota para 'corridinha'
Marquinhos pede selfies e vídeos de corrente de oração marcada para este domingo
Cidade Morena
Marquinhos pede selfies e vídeos de corrente de oração marcada para este domingo