Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Polícia

Garoto de 15 anos é apreendido por estuprar bebê de um ano em matagal no Cristo Redentor

Menina ficou três horas no mato e foi achada pelo avô dela; adolescente era criado pela família da vítima

26 fevereiro 2019 - 16h10Por Thiago de Souza

Adolescente de 15 anos foi apreendido, nesta segunda-feira (26), em Campo Grande, suspeito de estuprar uma bebê de 1 ano, em um matagal no loteamento Cristo Redentor. O crime ocorreu no sábado (23) e, depois do ato, o menor abandonou a criança ferida à própria sorte.

Conforme a delegada Ariene Murad, da Delegacia de Atendimento à Infância e à Juventude, Deaij, o suspeito confessou o crime e disse que estaria sob efeito de pasta-base de cocaína, que havia usado pela primeira vez.

Em depoimento, o garoto contou que morava com o pai na casa da família da vítima. No entanto, o homem conheceu uma mulher e o deixou naquela residência.

''Ele era sustentado pela família da vítima, eles davam comida e sustento para ele'', observou a delegada Murad.  

Delegada Ariene Murad pediu apreensão do menor. (Foto: André de Abreu)

Em dado momento, o garoto saiu para comprar salgados, a pedido da avó da vítima. Ele foi até o salão onde a mãe da bebê trabalha e pediu autorização para levar a pequena junto. Na sequência, ele diz que a levou para o matagal e a estuprou.

Depois do crime, a menina ficou jogada no mato e só foi achada três horas depois, pelo avô dela. O menor afirma que antes de cometer o ato, foi até uma ''biqueira'' no bairro e comprou três pedras de pasta-base. Ele acrescentou que foi a primeira vez que usou a droga e por isso estava meio tonto.

Ariene Murad detalha também que a família tinha confiança no suspeito e a criança tinha afeição por ele.
A vítima foi levada para um hospital. A Polícia Civil foi acionada e começou as investigações. A Deaiji foi informada do caso no domingo e, na segunda-feira, pediu à Vara da Infância um mandado de busca e apreensão, que foi autorizado e cumprido.

Ainda segundo a policial, a mãe do suspeito disse que o filho havia sido agredido pelos familiares da vítima e, por isso, o acolheu, o deixando na casa de uma amiga dela. No entanto, complementa Murad, ela não sabia do crime de estupro e assim que soube colaborou com a polícia.

Do menor, foram coletados materiais biológicos para embasar a tese da polícia. Ele está recolhido em uma Unei em Campo Grande, com medida de internação provisória. O menor será indiciado por estupro de vulnerável, mas a delegada fará um auto complementar, pois precisa ouvir a mãe da bebê e outras testemunhas.

A bebê

Conforme a família informou a delegada, a menina não corre risco de morte, mas permanece hospitalizada por conta de diversos ferimentos.

Leia Também

Homem agride ex-mulher e filhos com socos
Geral
Homem agride ex-mulher e filhos com socos
Presidente do TSE pede cuidado com pandemia e fake news
Política
Presidente do TSE pede cuidado com pandemia e fake news
NA LATA: governo Bolsonaro mente pra esconder queimada no Pantanal
Na Lata
NA LATA: governo Bolsonaro mente pra esconder queimada no Pantanal
Criança de 2 anos desaparece no Rio Paraguai e bombeiros fazem buscas
Interior
Criança de 2 anos desaparece no Rio Paraguai e bombeiros fazem buscas