Menu
quinta, 24 de setembro de 2020
Polícia

Homem morto pelo Choque guardava 12 kg de maconha e tinha passagens por roubo

Polícia alega que revidou após o abordado reagir a tiros ordem de parada em residência no Vivendas do Parque

08 junho 2019 - 14h40Por Amanda Amaral

Jeferson de Lima, morto durante abordagem do Batalhão de Choque da Polícia Militar em Campo Grande, guardava 12,5 kg em maconha e tinha várias passagens por roubo na Capital e Sidrolândia, município vizinho a 68 km. O homem foi surpreendido pela PM na manhã deste sábado (8), em residência no bairro Vivendas do Parque, e reagido com disparos de arma de fogo.

As informações foram divulgadas pela polícia, que alega ter abordado o homem no portão da residência com uma ordem de parada. No momento, Jeferson teria corrido para dentro da casa e atirado em direção aos policiais, que revidaram.

Ele foi atingido pelos disparos, em região do corpo não informada, chegou a ser atendido na Upa (Unidade de Pronto Atendimento) Tiradentes por médico plantonista, mas não resistiu aos ferimentos.

Apreensão feita pelo Batalhão de Choque na residência. (Foto: Divulgação/PM)

Além da maconha, foi encontrada uma motocicleta Honda CG Fan vermelha registrada como roubada na sexta-feira (7), uma motocicleta Honda Bros preta que seria propriedade de Jeferson, e a arma de fogo utilizada na ação.

As motocicletas foram encaminhadas à Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos).

Leia Também

Senadores voltam a criticar visita de secretário Americano Mike Pompeo a Roraima
Política
Senadores voltam a criticar visita de secretário Americano Mike Pompeo a Roraima
Sobras de merendas poderão virar adubo em Campo Grande
Cidade Morena
Sobras de merendas poderão virar adubo em Campo Grande
Em Campo Grande, shopping realiza ação on-line para adoção de animais
Cidade Morena
Em Campo Grande, shopping realiza ação on-line para adoção de animais
Deputado apela a bancada de MS para apurar preço abusivo no pedágio da BR-163
Geral
Deputado apela a bancada de MS para apurar preço abusivo no pedágio da BR-163