Menu
terça, 09 de março de 2021
Polícia

Idoso chama para tomar tereré, estupra e ameaça menina de 7 anos

Uma testemunha flagrou o ato e avisou os pais da criança

07 fevereiro 2019 - 16h31Por Da redação / JNE

Um idoso de 67 anos, que não teve a identidade revelada, foi preso pela Força Tática da Polícia Militar de Aquidauana na manhã desta quinta-feira (7), suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 7 anos, na Vila Bancária. O ato foi flagrado por uma testemunha que de imediato comunicou os pais da menor. De acordo com informações levantadas pelo JNE, a testemunha estava passando pela rua na última segunda-feira (4) quando viu a menina sentada ao lado do homem, desconfiada, retornou ao local e flagrou que ele estava com a mão dentro do short da menor.

O acusado disfarçou, pegou o aparelho celular, começou a mostrar algo para a criança e a mandou ir embora. Transtornada, a mulher saiu da casa e foi até a residência da vítima, onde contou para o pai dela o que teria ocorrido. Ele ligou para a esposa que estava no trabalho e pediu para ela ir para casa com urgência. Após longa conversa com a mãe, a menina confirmou que o idoso estaria passando a mão em suas partes íntimas. Ela contou que após, seu pai sair para ir ao mercado, ela ficou com o irmão mais velho e o vizinho teria a chamado para “tomar tereré”. Segundo a menina, ele teria passado a mão em suas partes íntimas e a ameaçado, dizendo que, se ela contasse para alguém, “iria se ver com ele”. Logo após o fato, o suspeito não foi mais visto.

Já na manhã desta quinta-feira, uma moradora que tinha conhecimento sobre o caso, já que a foto do suspeito já estava circulando nas redes sociais, avistou o homem no Bairro Nova Aquidauana, próximo aos vagões do Campão. Ao realizar a abordagem, os policiais militares fizeram a checagem das informações e foi confirmado que existia uma denúncia de estupro de vulnerável contra o idoso, onde ele foi detido e encaminhado para a Delegacia de Atendimento a Mulher da cidade, onde também cuida de casos envolvendo menores de idade. A Polícia Civil irá investigar o caso.