Menu
sábado, 23 de outubro de 2021 Campo Grande/MS
Polícia

Justiça manda soltar vereador acusado de surrar noiva em Dourados

Decisão é do desembargador Ruy Celso Barbosa Florence

11 setembro 2021 - 13h50Por Vinícius Squinelo

O desembargador Ruy Celso Barbosa Florence, da 2ª. Câmara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), concedeu liminar ao pedido de soltura do vereador Diogo Castilho (DEM), preso desde sábado (4) passado sob a acusação de violência doméstica.

No despacho, Florence determina, entretanto, o cumprimento de algumas medidas disciplinares, como comparecer a todos os atos processuais, não se ausentar da comarca sem prévia autorização e distanciamento mínimo de 200 metros da ex-noiva, que o denunciou na Polícia. A informação foi confirmada pelo site local DouraNews.

Entenda 

Castilho foi preso em flagrante após agredir a noiva, de 27 anos, no Parque Alvorada, em Dourados. Ele teria tentado asfixiar a vítima. 

Conforme o Dourados News, o boletim de ocorrência mostra que o casal passou o sábado bebendo na companhia de amigos. Em dado momento, uma brincadeira deixou a noiva de Diogo irritada. 

Horas depois, na residência de Diogo, os noivos começaram a discutir em razão de ciúmes por parte da mulher. Irritado, o parlamentar teria dominado a vítima pelos braços e a jogado na cama. Depois, teria tentado asfixiá-la com as mãos. 

Ainda segundo o site, a noiva teria dito que denunciaria a violência e recebeu ameaças de morte a ela e à família. 

Os dois foram encaminhados à Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário, Depac, onde Diogo foi preso em flagrante pelo crime de violência doméstica.