Menu
sábado, 25 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Polícia

Missionário indigenista é morto a tiros na fronteira; polícia suspeita de latrocínio

Vítima vivia há cerca de 25 anos na região e mantinha uma pequena criação de gado

11 abril 2019 - 10h47Por Luis Abraham

O missionário indigenista Wayne Laroy Goddard, 50 anos, nacionalidade paraguaia e radicado nos Estados Unidos, foi morto a tiros esta noite, na aldeia Mboi Jaguá de Villa Ygatimí, em Canindeyú, Paraguai.

A polícia investiga o caso e suspeita que os criminosos tenham matado a vítima para roubar o celular dele.

De acordo com informações do Ponta Porã Informa, a vítima integrava o grupo Cuerpo de Paz de los Estados Unidos e vivia há cerca de 25 anos na região, onde mantinha uma pequena criação de gado.

Segundo a 11ª Delegacia de Polícia de Villa Ygatimí, o homicídio ocorreu por volta de 20h40. Wayne foi morto com diversos disparos, que atingiram tórax, braço, antebraço e a mão direita.

Não muito distante do local do crime, os policiais encontraram uma escopeta calibre 20 e um notebook Sony de cor preta.