(67) 99826-0686
Camara Maio

Piloto morto em acidente aéreo tentou pousar duas vezes antes de cair em mata

Pedro pilotava uma aeronave modelo Beechcraft Bonanza, que pertencia à família há quatro anos; ele estava acompanhado da esposa, que também morreu carbonizada

15 MAI 2019
Dany Nascimento
11h10min
Foto: Repórter Top

Pedro Arnaldo dos Santos teria tentado pousar o avião por duas vezes, antes de cair em uma mata na manhã desta quarta-feira (15), próximo do aeroporto Santa Maria, saída para Três Lagoas, em Campo Grande.

De acordo com o piloto de avião Ignácio Llamo, 49 anos, amigo pessoal da vítima, Pedro estava acompanhado da esposa, Silvana Maria Pizzo, e se deparou com forte neblina após a decolagem, tentou retornar ao aeroporto, mas não conseguiu.

“Pelo que conversei aqui no local do acidente, ele tentou voltar, ficou arrodeando o aeroporto, mas acho que como a neblina estava muito forte, ele não conseguiu e acabou caindo. Infelizmente estava ele e a esposa na aeronave. Eles iam resolver negócios em uma fazenda no Pantanal”, diz o piloto.

Sobre a possibilidade da aeronave apresentar problemas, Ignácio acredita que a forte neblina que teria gerado o acidente. “A situação climática não estava boa para decolagem. Eu acredito que foi isso que prejudicou a visibilidade e tenha causado o acidente, porque o avião era novo, passava sempre por revisão”.

O amigo lamenta a morte do casal, que estava ansioso pela chegada da filha na próxima semana. “Eles estavam ansiosos porque a filha deles que mora na Irlanda viria para visitar a família. A Silvana chegou da Europa há dois dias e já teria comprado a passagem da filha, é muito triste tudo isso”.

O casal estava em uma aeronave modelo Beechcraft Bonanza, que pertencia à família há quatro anos.


Veja também