Menu
sábado, 28 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Polícia

Amigos lamentam morte do polêmico 'Playboy da Mansão' nas redes sociais

Alguns seguidores do empresário ainda não sabiam do ocorrido e começaram a fazer questionamentos

18 outubro 2018 - 11h00Por Dany Nascimento

Amigos e familiares lamentam a morte do empresário Marcel Hernandes Colombo, 30 anos, conhecido como ‘Playboy da Mansão’, que foi executado a tiros na madrugada de hoje (18), em um bar em Campo Grande. Nas redes sociais do empresário, amigos utilizaram uma das últimas postagens feitas por Marcel para enviar as condolências aos familiares.

“Tadinho, Parecia sentir. Eu conhecia o Marcel e ele era um menino, tenha tido atitudes de brincadeiras sérias. Um menino que toda vida trabalhou e tentou ser sempre melhor. Meus sentimentos. Joel, Deus dê forças para você e família. Eu sei do corações de vocês!”, escreveu uma amiga da família.

Entre os comentários, alguns amigos da vítima também questionam o ocorrido, sendo informados da execução. “Desculpa invadir seu comentário, mas o que aconteceu com Marcel?”, pergunta uma seguidora.

Em seguida, vem a resposta. “Deram 6 tiros nele no bar hoje à queima roupa”.

Abaixo, as pessoas voltaram a enviar mensagens de conforto para os familiares. “Que Deus possa confortar a família e os amigos, Deus te chamou para junto dele”.

O caso

O empresário Marcel Hernandes Colombo, 30 anos, conhecido como 'Playboy da Mansão', foi morto a tiros enquanto estava em um bar na madrugada de hoje (18), na Avenida Fernando Correia, região central de Campo Grande.

Segundo as primeiras informações, o suspeito chegou ao local em uma motocicleta e realizou vários disparos. Marcelo morreu no local.

Colombo foi preso no dia 21 de dezembro durante a Operação Harpócrates, desencadeada pela Polícia Federal com apoio da Receita Federal. Segundo as investigações, os criminosos traziam mercadorias ilegais de outros países e revendiam em Campo Grande sem o pagamento de impostos.

Essa não foi a primeira vez que Marcel teve problemas com a polícia. Polêmico, o empresário já havia sido preso por desacato a policiais após realizar uma festa em mansão no bairro Carandá Bosque.

Na época, na delegacia, o playboy chegou a zombar de uma equipe de reportagem que estava no local, dizendo que logo estaria solto e que a vida só estava difícil para quem estava trabalhando na manhã de uma quinta-feira.

Em junho deste ano, ele foi absolvido pela Justiça Federal pelos crimes de tráfico de mercadorias e falsificação de moeda. Porém, o réu foi condenado pelos crimes de sonegação fiscal e posse de arma de fogo.