TJMS AGOSTO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sexta, 12 de agosto de 2022 Campo Grande/MS
Dengue agosto
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
SENAI MOBILE JULHO AGOSTO 2022
Polícia

Polícia descarta sequestro de jovem sumida ao procurar emprego em Campo Grande

Talita Berto da Silva foi achada desorientada e caso está na Delegacia de Homicídios

28 junho 2022 - 11h00Por Thiago de Souza

A Delegacia de Homicídios descartou que o sumiço de Talita Berto da Silva, 23 anos, tenha sido sequestro ou rapto, em Campo Grande. Ela desapareceu ao buscar emprego, no dia 20 de junho, e retornou para casa no dia 23. 

Conforme o titular da DEH, Carlos Delano, nenhum elemento colhido nas investigações sugere, até o momento, que seja um caso de sequestro. Testemunhas e amigos de Talita, disseram que antes do desaparecimento, ela pediu dinheiro para pagar dívidas. Sendo assim, eles suspeitaram que a jovem teria sido sequestrada por agiotas. 

À época do sumiço, a família da vítima confirmou que ela estava com problemas de dívidas, mas que isso já estaria solucionado.

Nesta segunda-feira, o irmão de Talita, Geovany Berto da Silva, evitou detalhes do caso e disse que ela está bem, e é o que importa 

''Para nós está solucionado o caso. Ela está bem e é o que importa'', detalhou o Geovany. Ele acrescentou que a irmã evita sair às ruas, para manter a privacidade, exposta pela divulgação do sumiço. 

Achado

Talita estava desorientada quando foi achada por populares, em um posto de combustíveis, na BR-262, saída para Três Lagoas. Ela foi reconhecida em razão de diversas matérias jornalísticas, que informavam sobre o desaparecimento.