TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
domingo, 26 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Polícia

Polícia investiga participação de outras pessoas na morte de Carla

A jovem foi raptada e morta no bairro Tiradentes; vizinho confessou o crime

15 julho 2020 - 10h52Por Dany Nascimento

A Polícia acredita que Marcos André Vilalba Carvalho, assassino de Carla Santana Magalhaes, 25 anos, não agiu sozinho. Ele confirmou que matou a jovem, após rapta-la na porta de casa na rua Nova Tiradentes, no bairro Tiradentes, em Campo Grande.

Segundo o delegado Carlos Delano, Marcos pode ter um comparsa. “Pode haver outra pessoa, nós não excluímos que o caso não está fechado ainda. Ele estava bebendo em casa e falou isso”.

Sobre o assassino utilizar um veículo na ação, a polícia trabalha sem essa hipótese, já que câmeras foram analisadas e não é possível identificar um veículo.

“No vídeo da Carla não dá para ver um carro. Pegamos todas as câmeras num raio de cinco quadras. Traçamos possibilidades de um carro que pudesse ter passado por um lugar ou outro pela dinâmica. Identificamos carros, verificamos e tivemos que considerar que poderia não haver carro. Mas o senso comum diz que poderia ter, no entanto a investigação revelou que não haveria. E sim do ponto da casa dele ao ponto que ela foi raptada é uma questão de 10 metros e se encaixa na dinâmica do crime”, explica o delegado.

Marcos confessou o crime, mas disse que não lembra ter desovado o corpo da jovem na esquina da casa onde mora.