TCE ABRIL 16 A 22/04
Menu
segunda, 19 de abril de 2021
Polícia

Rapaz que assassinou amiga tira sarro ao falar do crime; veja o vídeo

Ele afirma que matou ela 'porque quis'

25 fevereiro 2021 - 08h01Por Dany Nascimento

Guilherme Alves da Costa, 18 anos, suspeito de assassinar a integrante da equipe FBI E – Sportes de Call of Duty Mobile, Ingrid Oliveira da Silva, 19 anos, riu no momento em que era preso e questionado sobre a morte da jovem. O crime aconteceu dentro de uma casa em Pirituba, na Zona Norte de São Paulo.

De acordo com o site Meia Hora, ele debocha da morte de Ingrid e confirma o crime, mostrando o corpo ensanguentado caído no chão. "Bom, vocês estão achando que é tinta, montagem, ou algo do tipo, mas não. Eu realmente matei ela. Olha só que maravilha (risos)", disse ele. 

Ao final da gravação, ele vai até o espelho, mostra o dedo e diz: ‘partiu’.

Segundo informações da polícia, o suspeito fugiu após golpear a vítima e chegou a dizer para  a própria família que ia cometer suicídio.

Ele foi convencido pelo irmão a se entregar. Menos de uma hora após o crime, o autor compareceu no Distrito Policial, onde confessou o caso e afirmou ter escrito um livro contendo explicações claras sobre seus objetivos e a motivação. 

Os policiais estão com uma cópia do suposto livro. O celular dele também foi apreendido.

Guilherme contou que teria feito um pacto com a vítima para assassinar religiosos e, consequentemente, acabar com o cristianismo, mas como ela desistiu da ideia e foi atacada com o punhal, que seria usado para assassinar os sacerdotes. 

O caso foi registrado como homicídio qualificado no 87º DP.