(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

Rapaz é baleado por entregador de pizza; sogro implora pela vida em 2º atentado

Matheus foi ferido na cabeça e permanece internado na enfermaria

24 JUN 2019
Dany Nascimento
08h39min
Foto: Wesley Ortiz

Matheus Gabriel Varela, 20 anos, que foi ferido a tiros por um entregador de pizza na noite de ontem (23), permanece internado consciente e orientado na enfermaria da Santa Casa. Ele foi ferido na Rua Paracatu, no bairro Silvia Regina, em Campo Grande.

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o rapaz deu entrada com um ferimento de arma de fogo na cabeça e é acompanhado por um neurologista. De acordo com o registro policial, a vítima dirigia um veículo Monza de cor preta e aguardava a chegada da esposa e do sogro.

Os familiares presenciaram a chegada de um homem, identificado como Joelson da Silva Oliveira, 33 anos, que estava em uma motocicleta de cor escura, com uma caixa de entregador de pizza nas costas. Ele sacou uma arma e mandou a vítima descer do veículo, efetuando dois disparos contra o homem.

Matheus entrou no veículo, saiu em alta velocidade e bateu contra um orelhão no cruzamento da Rua Paracatu com a Rua Jaboticatubas. Populares acionaram o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas receberam a informação que não existia viatura disponível para o resgate e um morador levou o rapaz para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Almeida.

No registro feito pelos familiares, consta que Matheus havia sido atingido por dois disparos, mas conforme a Santa Casa, o jovem deu entrada com um ferimento. O sogro da vítima, de 33 anos, ficou no local do crime e disse aos policiais que o suspeito voltou e teria apontado uma arma para sua cabeça. O homem se ajoelhou no chão e implorou para não ser ferido, quando o autor ficou pensativo e deixou o local. A esposa de Matheus ficou escondida atrás de uma árvore e viu o pai implorar pela vida.

Uma equipe do GOI foi acionada e realizou rondas pela região. Os policiais foram até a residência do suspeito, que alegou que o marido teria passado no local e disse que teria feito coisa errada. Os policiais notaram que uma motocicleta saiu de um beco na mesma rua, mas não foi possível a perseguição, já que o condutor utilizou um caminho apenas para veículos duas rodas. 

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. 

* Matéria alterada às 8h54 para correção de informações

Veja também