Menu
Busca domingo, 29 de março de 2020
ALMS 23/03 A 21/04
Polícia

Botou no pau: 'sexo ruim' vira caso de polícia e casa de prostituição acaba fechada

A jovem alegava que o homem não conseguiu uma ereção completa

15 maio 2019 - 16h37Por Reprodução/Itaporã News

Um caso inusitado foi registrado na cidade de Patrocínio em Minas Gerais. O que aconteceu é que um homem foi até uma casa de prostituição e ficou insatisfeito com uma relação sexual. Como ele ficou insatisfeito ele acabou chamando a Polícia Militar que foi até o local e fechou o estabelecimento. A dona do estabelecimento foi presa por favorecer a prostituição. Segundo informação da Polícia Militar, o homem de 52 anos teria pago R$ 80 para a moça de 19 anos pelo programa sexual em um quarto do local.

O homem teria acertado o programa com a dona do estabelecimento em um bar. Ele insatisfeito após o programa chamou a proprietária, enquanto a mulher alegava que o homem não conseguiu uma ereção completa.

A Polícia Militar foi acionada e constatou que uma lanchonete era ponto de encontro para favorecer a prostituição, e de lá os 'clientes' eram levados para um quarto do estabelecimento. Neste quarto foram encontradas camisinhas. Como o local estava irregular, a PM chamou fiscais da prefeitura de Patrocínio que fechou o local. A proprietária do local foi presa por manter casa de prostituição mediante ganhos financeiros. O homem e a jovem do programa sexual foram encaminhados para a delegacia para esclarecimentos e liberados em seguida.

Leia Também

Em crise, PSL de Três Lagoas perde 80% da chapa de pré-candidatos
Política
Em crise, PSL de Três Lagoas perde 80% da chapa de pré-candidatos
Na Lata: MILAGRE do coronavírus é rico descobrir que pobre precisa de comida
Na Lata
Na Lata: MILAGRE do coronavírus é rico descobrir que pobre precisa de comida
Bahia registra primeira morte de paciente com coronavírus
Saúde
Bahia registra primeira morte de paciente com coronavírus
Trabalhadores se isolam em fábrica para produzir 50 mil máscaras por dia durante pandemia
Geral
Trabalhadores se isolam em fábrica para produzir 50 mil máscaras por dia durante pandemia