Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Polícia

Vítima de feminicídio desconfiava de estupro da filha, diz polícia

Polícia investiga detalhes da morte da jovem Érica Aguilar

11 junho 2019 - 15h49Por Nathalia Pelzl

A Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) busca pelo suspeito  Fábio Braga do Amaral, 39 anos, que teria assassinado estrangulada Érica Aguilar, na madrugada desta terça-feira (11), no Residencial Ramez Tebet, em Campo Grande.

Conforme informações da delegada Sueili Araújo de Lima, a mulher foi encontrada com as mãos amarradas, parte das roupas rebaixadas, o que indicaria uma possível violência sexual –estupro- antes da morte.

“A vítima tinha sinais de violência, estava amarrada, está sendo apurado se houve estupro - aparentemente pode ter havido, mas a gente não pode afirmar. Estamos verificando isso com exames específicos”.

Outro ponto que está sendo investigado é uma possível violência sexual também contra a filha da vítima, de 14 anos.

“Existe a denúncia de um suposto abuso, que a mãe teria questionado com relação a menor, porém isso não foi confirmado ainda, mas ela apresentava marcas no pescoço”, revelou.

O caso

Érica Aguilar foi morta na madrugada desta terça-feira (11), no Residencial Ramez Tebet, em Campo Grande. O suspeito  Fábio Braga do Amaral, 39 anos, teria um caso com a vítima há alguns meses. De acordo os vizinhos, o suspeito matou Érica estrangulada com um lençol na cama do apartamento onde ela morava.

Após o assassinato, o suspeito teria ido até o quarto da filha da vítima, de 14 anos, ordenando que a menina não gritasse porque Érica estava dormindo. Ele tentou enforcar a adolescente, que conseguiu se desvencilhar do suspeito e pedir ajuda para um vizinho.

O caso está sendo investigado pela Deam.

Despedida

Através das redes sociais, amigos e familiares de Érica Aguilar publicaram homenagens e afirmam não acreditar no crime ocorrido no Residencial Ramez Tebet, em Campo Grande.

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar