Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
corona 2
Política

Até deputado bolsonarista critica 'saidinha' do presidente em manifestação

“Talvez, na condição de paciente, ele tenha entendido que não tinha nada"

16 março 2020 - 11h30Por Rayani Santa Cruz

O deputado federal doutor Luiz Ovando (PSL/MS) defensor do presidente Jair Bolsonaro, disse que ele quebrou recomendações do Ministério da Saúde ao sair em ato pró-governo ontem (15). Mas, que na condição de paciente, o presidente entendeu que não tinha nada e por isso houve a desobediência. 

O deputado afirmou ao TopMídiaNews que em análise do ponto de vista médico era recomendado que o presidente aguardasse o terceiro exame para Covid-19 e evitasse a saída. Porém, ele diz que existem estudos em que demonstram que 80% dos pacientes não têm compreensão ampla sobre diagnósticos devido o estado de ansiedade e expectativa. 

“Talvez, na condição de paciente, ele tenha entendido que não tinha nada. A segunda coisa é que ele foi avaliar o prestígio e se sentiu paparicado, palavras de exaltação e amenas é muito mais agradável. E por isso, ele agiu dessa forma. É uma análise do ponto de vista médico e humano”, explicou. 

Ovando afirmou que não participou de nenhum ato. Ele não concorda com manifestações contra o Congresso Nacional e contra o STF (Supremo Tribunal Federal). No entanto, o médico diz que apoia ações a favor do presidente. 

 

Leia Também

Toque de recolher flagra homem com bicicleta furtada em Dourados
Interior
Toque de recolher flagra homem com bicicleta furtada em Dourados
Mega-sena sorteia R$ 1,8 milhão hoje
Geral
Mega-sena sorteia R$ 1,8 milhão hoje
Morta com tiro na cabeça tinha medida protetiva contra o ex-marido
Polícia
Morta com tiro na cabeça tinha medida protetiva contra o ex-marido
Homem sai na porrada com PMs e acaba preso no Santa Luzia
Polícia
Homem sai na porrada com PMs e acaba preso no Santa Luzia