Menu
sexta, 25 de setembro de 2020
Política

Promessa de 2015, projeto de construir Casa da Mulher na região de fronteira é entregue a Moro

Corumbá e Ponta Porã destacam-se como a quinta região de MS com mais casos de violência contra a mulher

01 maio 2019 - 13h30Por Celso Bejarano, de Brasília

As deputadas federais de Mato Grosso do Sul Bia Cavassa e Rose Modesto, ambas do PSDB, estiveram na tarde desta terça-feira (30), no Palácio da Justiça, em Brasília, onde conversaram com o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública).

As parlamentares reforçaram o pedido da construção da Casa da Mulher em Corumbá e Ponta Porã, situadas na região de fronteira com a Bolívia e o Paraguai.

A deputadas disseram ao TopMídiaNews, assim que deixaram a reunião que durou cerca de meia hora, que o projeto da construção da Casa da Mulheres na fronteira é uma promessa antiga do governo federal, feita em 2015, quase quatro anos atrás. Rose Modesto ainda era vice-governadora de MS nesse período.

O ministro disse às parlamentares que vai apurar se a construção das casas é uma tarefa do ministério da Justiça ou ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Corumbá e Ponta Porã despontam entre as cinco regiões de MS com maior número de casos de violência contra a mulher.

“Vamos aguardar agora a posição do ministro”, disse a deputada Bia. Rose Modesto afirmou ainda que elas cobraram do ministro um maior efetivo policial na fronteira.

Leia Também

Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Política
Relator da PEC da 2ª instância, Fábio Trad lamenta: 'não há articulação para aprovar o texto'
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Interior
Obstetra envolvida em morte de Sheyza dá caminhão como fiança e fica solta
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Cidade Morena
Baleado na mão e no tórax, vítima do falso frete segue estável em UPA
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá
Polícia
Usuário de drogas é morto com tiro no pescoço no Itamaracá