TCE SETEMBRO
Menu
sexta, 24 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Política

Bolsonaro 'zoa' Simone e Mandetta por fracasso de protesto do MBL

Manifestação pedindo o afastamento do presidente ocorreu ontem e a família Bolsonaro tirou onda por conta do número de pessoas

13 setembro 2021 - 11h00Por Rayani Santa Cruz

“Vou nem dormir hoje”, disse Bolsonaro, rindo em tom de ironia, sobre a manifestação convocada pelo MBL e com participação da senadora Simone Tebet (MDB) e o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta neste domingo (12). A declaração feita antes do protesto ocorrer ganhou tom mais forte ontem, quando o presidente acusou a imprensa de fake news e o filho Eduardo Bolsonaro Bolsonaro tirou onda.

A família Bolsonaro indicou que o número de pessoas era relativamente baixo em relação ao manifesto a favor deles, no dia 7 de setembro. 

"Cuidado! Cenas fortes”, escreveu o deputado federal em post publicado às 12h39 —e retuitado pelo irmão mais velho, Flávio Bolsonaro— com fotos de um punhado de gente em Salvador, Rio de Janeiro, Vitória e São Paulo.

 

 

O ex-ministro da Saúde e potencial candidato as eleições Mandetta (DEM-MS) discursou durante o ato na Avenida Paulista onde pediu mais união das forças políticas em prol da democracia. 

O MBL defende o impeachment de Bolsonaro e também por mais vacinas contra a Covid-19. Simone e Mandetta defendem uma terceira via nas eleições, e assim como o movimento não querem Lula e nem Bolsonaro. Durante o ato, muitas pessoas usaram camisetas brancas para pedir "paz".

O PT, CUT (Central Única dos Trabalhadores) e Psol recusaram a participar do movimento, em resposta aos movimentos de 2015 que ajudaram a afastar a ex-presidenta Dilma Roussef.

Defenderam o protesto

Participante do manifesto, a senadora Simone Tebet pontuou que a união mudará o país. "O perfume da democracia dissipou o cheiro de autoritarismo que ainda pairava no ar da Av. Paulista. Hoje vimos um BR plural que aceita conviver na divergência para defender a democracia sob ataque. Amanhã não haverá arrego. Continuaremos empunhando a bandeira da DEMOCRACIA."

Luiz Henrique Mandetta fez diversas publicações no Twitter, em uma delas contou sobre os diálogos que teve com Bolsonaro antes do pico da pandemia.

Sobre o tom de Bolsonaro, o deputado Fábio Trad (PSD) avisou que os movimentos silenciosos devem surpreender Bolsonaro daqui um tempo. "Sem dinheiro oficial, sem dinheiro do agro, sem dinheiro de empresários com negócios com o governo, sem a histeria de fanáticos e com divisão da própria oposição, até que foi muita gente na Paulista. Na hora que todos os democratas se unirem, os que hoje ironizam vão se assustar."

(Reprodução Twitter Simone Tebet)