Menu
sexta, 26 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Política

Vereadores cobram explicações sobre filme com sexo explícito exibido em escola da Capital

Na Assembleia Legislativa, deputados pedem até punição de responsáveis

04 outubro 2018 - 15h10Por Rodson Willyams

Os vereadores de Campo Grande ficaram indignados ao tomarem conhecimento sobre a exibição de um filme com cenas de sexo entre homossexuais, mostrado a adolescentes na Escola Estadual Maria Constança de Barros, em Campo Grande. A polêmica chegou nesta quinta-feira (4) até a Casa de Leis, que já avisou que deve pedir explicações de forma oficial para a Secretaria de Estado de Educação (SED).

Inicialmente, o problema foi levantado pelo vereador Junior Longo (PSB), que chegou a pedir uma moção de repúdio para a direção da escola por conta da exibição, que depois foi retirada. Mas após muita discussão, o presidente da Câmara Municipal, João Rocha (PSDB), disse que "a Casa vai se manifestar oficialmente à Secretaria de Estado de Educação".

Rocha afirmou que vai aguardar a resposta da SED, e dependendo da informação, pode tomar outras providências. O vereador e candidato ao Senado, Gilmar da Cruz (PRB) chegou a falar, na sessão de hoje, na possibilidade de punição para o responsável da exibição do filme. "Crianças não podem ser expostas por um estupro mental".

ALMS

A polêmica também chegou até a Assembleia Legislativa. Lá o deputado Herculano Borges (SD) também manifestou o seu descontentamento sobre o fato e cobrou explicação para a SED. "Vai passar isso para as crianças? Para com isso. Nós queremos explicações sobre, e se for constatado isso, com a possibilidade de punição de professor e direção".

E emendou: "a exibição do filme não é indicado. É um vídeo erótico para adolescente mesmo, que fosse com homem e com mulher. Você gostaria que seu filho visse um vídeo desse na escola? Não é o local indicado. Vamos orientar de outra forma".

Explicações

A Secretaria de Estado de Educação disse, por meio de nota, que abriu processo administrativo para apurar a ocorrência relatada pela comunidade estudantil, após exibição de um filme com temática sexual, ocorrida no dia 03 de outubro de 2018, na Escola Estadual Maria Constança Barros Machado.