Menu
Busca domingo, 08 de dezembro de 2019
Política

Em dia de protestos, servidores pedem fim do sucateamento do Hospital Regional

Servidores temem que o sucateamento do hospital sirva como justificativa para a privatização

12 novembro 2019 - 12h51Por Rayani Santa Cruz

A manhã desta terça-feira (12) foi um pouco tumultuada na Assembleia Legislativa. Além de pescadores profissionais que protestavam contra certas regras da Cota Zero, servidores públicos do Hospital Regional de Campo Grande manifestaram contra a terceirização dos serviços e privatização do local.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Seguridade Social de Mato Grosso do Sul (Sintss/MS), Ricardo Bueno, o Governo do Estado cometerá um erro ao fazer isso. Ele reclama da falta de insumos e produtos para bom atendimento ao paciente.

“Estou clamando por socorro. Os servidores não aguentam mais cinco anos do mesmo jeito. Falta tudo. Trabalhamos angustiados, atendemos pacientes em estado grave. E para não passarmos por situações extremas, como ser agredidos por pacientes, pedimos ajuda para melhorias ou então anunciam logo que querem privatizar”, enumerou Bueno.

O sindicalista pediu apoio dos parlamentares para intermediar a situação frente ao Governo. Ele quer reunião com o secretário de saúde, Geraldo Resende.