TCE Novembro
Menu
segunda, 29 de novembro de 2021 Campo Grande/MS
CAMARA - vacinaçao
Política

Harfouche aguarda decisão do MDB para substituir Simone na disputa

Procurador de Justiça lembrou que há três dias finaliza o prazo para o registro de campanha e que 'está preparado'

13 agosto 2018 - 11h05Por Rodson Willyams

O Procurador de Justiça Sérgio Harfouche (PSC) disse, nesta segunda-feira (13), em entrevista ao TopMídiaNews, que aguarda comunicado oficial da Executiva do MDB sobre a indicação da senadora Simone Tebet, que o validou para encabeçar a chapa junto ao MDB. Simone desistiu na noite de ontem (12) de disputar o Governo do Estado.

Harfouche disse que Simone entrou em contato com ele, neste domingo, informando que estava redigindo a carta de renúncia: "ela havia me comunicado sobre a renúncia e quando eu estava saindo do culto, recebi a informação que ela havia publicado a carta".

Agora, segundo ele, o próximo passo é aguardar a posição da Executiva do MDB. "Estou aguardando pra ver se a Executiva do MDB acolhe o pedido da Simone e, só depois, é que junto com o meu partido, vamos nos posicionar".

Sérgio ainda afirmou que está tranquilo com a decisão: "eu já vinha me preparando para a campanha majoritária com o PSC. Não foi uma surpresa e agora vou aguardar a decisão dos partidos".

E finaliza: "política é assim, dinâmica. No momento estou em stand-by, aguardando a decisão e tudo pode acontecer nas próximas horas. Nós ainda estamos a dois dias do fim do prazo de registro das candidaturas".

Desistência

A senadora Simone Tebet (MDB) anunciou, na noite deste domingo (12), a desistência como pré-candidata ao Governo do Estado. A parlamentar alegou motivos pessoais, em razão da família, e indicou para o seu lugar o seu vice, o procurador de Justiça afastado Sérgio Harfouche (PSC).

"Assim, acatando ao apelo de meus familiares, renuncio, à minha candidatura ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul pelo MDB, mas reafirmo minha confiança na pujança e unidade do nosso partido e dos nossos aliados, para manter a viabilidade do nosso projeto político, que tem se mostrado, ao longo dos anos – e mesmo décadas –, como imprescindível para o desenvolvimento do nosso Estado", disse a senadora em nota.

Simone ainda lembrou que o MDB estava, até duas semanas atrás, com a sua campanha totalmente estruturada em torno do 'candidato natural' ao Governo do Estado, André Puccinelli. "Um quadro de instabilidade atingiu nosso partido aqui em Mato Grosso do Sul, com a (em nosso entendimento) intempestiva intervenção judiciária num processo eleitoral que, até então, vinha se desenvolvendo nos marcos da normalidade", afirmou a senadora.

Por fim, coloca a disposição o nome do procurador como principal nome para a disputa política. "se a opção for a escolha de um quadro partidário para ocupar a cabeça de chapa, quero lembrar o nome do companheiro Sérgio Harfouche, cuja competência e cujo compromisso com esse projeto não podem ser postos em causa".