Menu
sábado, 18 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Política

Mandetta envia apoio a Eduardo Leite, governador que assumiu ser gay

Ex-ministro da Saúde se mostrou disposto a compor com o governador tucano na disputa pela presidência

02 julho 2021 - 13h32Por Diana Christie

O presidenciável Luiz Henrique Mandetta (DEM) demonstrou publicamente seu apoio ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que assumiu ontem (2) ser gay.

“Reitero aqui a minha admiração pelo governador @EduardoLeite_. Ontem tivemos a oportunidade de debater e ficou claro que, além de coragem, tem disposição pra união”, publicou no Twitter

Leite é o primeiro governador da história do Brasil a se assumir homossexual. Ele tem 36 anos, se formou na Universidade Federal de Pelotas e iniciou sua carreira política no movimento estudantil.

Desde então, ele vem recebendo mensagens de apoio e muitas críticas. O presidente Jair Bolsonaro tentou evitar o tema, mas não se conteve e acabou rindo da situação, insinuando se tratar de jogada política.

O apoio de Mandetta também pode ser interpretado como uma mensagem política. Além de ser simpático à comunidade LGBT+, o ex-ministro da Saúde se diz disposto a compor com o governador tucano na disputa pela presidência.

Revelação

A revelação sobre a sexualidade de Eduardo Leite foi feita ao apresentador Pedro Bial, na gravação do programa ‘’Conversa com Bial’’, da TV Globo.

“Eu sou gay, eu sou gay. E sou um governador gay, não sou um gay governador, tanto quanto Obama, nos Estados Unidos, não foi um negro presidente, foi um presidente negro, e tenho orgulho disso”, diz trecho da fala exibida na divulgação do programa.