FIEMS JUNHO

segunda, 17 de junho de 2024

Busca

segunda, 17 de junho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Política

há 6 anos

Mais espera: eleições diretas para diretores nas escolas municipais e ceinfs fica para 2018

Apesar disso, prefeito garantiu que a Semed deverá organizar as eleições da 'forma mais adequada' na rede

Com o objetivo de cumprir uma de suas promessas de camapnha, o prefeito Marquinhos Trad, do PSD, garante que pediu à Secretaria Municipal de Educação (Semed), um estudo para realizar as eleições diretas para os diretores de 97 escolas e 102 Centro de Educação Infantil de Campo Grande. No entanto, já avisou que as eleições só deve acontecer no ano que vem. 

"Já pedi para a Secretaria de Educação ver a maneira mais adequada e, com isso, implantar no início do ano", comentou. 

Polêmica

Como parte de promessa de campanha, o prefeito não implantou a medida neste ano, alegando 'falta de tempo hábil para promover a escolha por meio de votação' e que, por este motivo, a Semed manteria o sistema de indicação dos dirigentes e vices. 

Desde então, as indicações têm gerado polêmica, como por exemplo, o que ocorreu no início da última semana, em que pais, alunos e professores da Escola Municipal Consulesa Margarida Maksoud Trad, localizada no Bairro Estrela Dalva I, foram pegos de surpresa com a notícia da troca de direção. 

Alunos chegaram a ser dispensados das aulas. A Semed entrou no caso e disse que iria apurar o motivo da dispensa, além de afirmar que a 'direção é de caráter administrativo' e que a ação praticada no dia foi registrada em ata, além de ressaltar que ambos os diretores já tinham sido informados na semana anterior ao caso. 

ACP 

Em abril, a ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública) havia garantido que as eleições para diretores ocorreriam até o final deste ano. O sindicato faz parte da comissão que tem o papel de elaborar a minuta do projeto.

Na época, o presidente Lucílio Nobre havia dito que, em três meses, venceria o prazo para que a Semed promovesse a implementação do Plano Municipal de Educação (PME), aprovado na Câmara de Vereadores de Campo Grande em junho de 2015. Isso significaria que até junho, a comissão deveria ter todos os critérios definidos para apresentar à Câmara de Campo Grande.

“A eleição acontece no segundo semestre, o importante é acontecer este ano a escolha para a gestão democrática. Vai dar tempo de organizar os detalhes, realizar a formação dos profissionais, o prefeito Marquinhos [Trad] nos garantiu o cumprimento de todos os pedidos da categoria sobre o Plano e os prazos”, afirmou na época. 

Lucílio ainda disse que a escolha dos diretores por voto direto da comunidade escolar atenderia a Meta 19 do Plano. Questões como o tempo de mandato e se todos os votos dos membros da comunidade escolar teriam o mesmo peso definidos pela comissão. No entanto, até o momento, nada saiu do papel. 

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO