Menu
terça, 29 de setembro de 2020
Política

DE OLHO NELES: metade dos deputados federais de MS já engrossa lista dos faltosos

Dois justificaram as ausências; outros dois ainda não disseram os motivos pelos quais faltaram

09 abril 2019 - 11h10Por Celso Bejarano, de Brasília

Entre os oito deputados federais de Mato Grosso de Sul, quatro estiveram em todas as sessões promovidas pela Câmara dos Deputados, do início de fevereiro, data de início da 56ª Legislatura, até agora, ou seja, vieram para Brasília desde a posse (1 de fevereiro) e cumpriram sem faltas os expedientes até quinta-feira passada (4).

Os parlamentares assistem sessões três vezes na semana, de terça-feira – data que chegam à cidade no dia anterior ou pela manhã, até quinta-feira, quando normalmente eles retornam para o Estado, à tarde ou à noite.

Pela jornada, recebem mensalmente salário bruto de R$ 33.763,00.

Eventualmente os deputados - isso é raro - ficam no Congresso Nacional em dias de audiência marcadas pelas comissões que integram, na sexta-feira, no caso.

Pela internet – por meio do site da Câmara Federal – é possível que qualquer interessado saiba o que os parlamentares estão debatendo enquanto participam das sessões. Por este endereço, é possível notar até que assuntos mais abordou determinado deputado.

Os mais presentes às sessões da Câmara Federal, de fevereiro até ontem, segunda-feira (8), segundo a ferramenta eletrônica do Congresso Nacional, foram os deputados Dagoberto Nogueira (PDT), Doutor Luiz Ovando (PSL), Fábio Trad (PSD) e Rose Modesto (PSDB). Eles assistiram 30 sessões.

Loester Trutis, o Tio Trutis (PSL), foi o parlamentar mais ausente nas sessões – das 30 assembleias realizadas, ele participou de 25, segundo informações da Câmara dos Deputados.

Contudo, o deputado sul-mato-grossense, diz o parlamento federal, justificou todas as faltas. Semana passada, ele participou de uma feira de armamento no Rio de Janeiro.

Bia Cavassa (PSDB), deputada federal da região de Corumbá, participou de 28 sessões. No entanto, as faltas dela são justificáveis porque assumiu na condição de suplente já no terceiro dia que eram tocadas as atividades legislativas.

Vander Loubet, deputado do PT, atuou em 27 sessões – das três faltas, ao menos até a noite de ontem, segunda-feira, ele tinha justificado apenas uma delas.

Fechando a conta, o deputado federal Beto Pereira, outro do PSDB, participou de 29 sessões e ainda não justificou sua ausência em uma que deixou de ir.

Leia Também

PF prende suspeito de desvio de verba da saúde em condomínio de luxo de Três Lagoas
Polícia
PF prende suspeito de desvio de verba da saúde em condomínio de luxo de Três Lagoas
Quer ajudar? Rifa de S-10 é por crianças carentes e jovem com câncer em Campo Grande
Cidade Morena
Quer ajudar? Rifa de S-10 é por crianças carentes e jovem com câncer em Campo Grande
Transexual é encontrada morta no São Conrado
Polícia
Transexual é encontrada morta no São Conrado
Corpo de homem desaparecido é encontrado em estado de decomposição
Polícia
Corpo de homem desaparecido é encontrado em estado de decomposição