Menu
sábado, 26 de setembro de 2020
Política

No PSL, Soraya é 1ª de MS a se manifestar sobre prisão de Temer

Temer foi preso preventivamente em SP e levado para o Rio de Janeiro, onde deve ficar detido

21 março 2019 - 12h29Por Celso Bejarano, de Brasília

A senadora Soraya Thronicke (PSL-MS), ao menos até agora, foi a única da bancada federal (8 deputados federais e 3 senadores) de Mato Grosso do Sul a se manifestar quanto à prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB), na manhã desta quinta-feira (21), em São Paulo, no âmbito da Lava-Jato.

Essa operação da Polícia Federal, deflagrada em 2014, está em curso até hoje para apurar uma trama que envolve empresários e políticos em crimes de lavagem de dinheiro que movimentou bilhões de reais em eventuais casos de propina.

Soraya não fez comentários, contudo, estampou a notícia em sua conta no Facebook. “Ex-presidente Michel Temer é preso”, publicou a senadora que, em uma hora, atraiu 70 comentários e 75 compartilhamentos.

O TopMídiaNews, em Brasília, tenta ouvir outros parlamentares da bancada, mas alguns deles já retornam para Mato Grosso do Sul.

Temer foi preso preventivamente em SP e levado para o Rio de Janeiro, onde deve ficar detido. A defesa do presidente, que disse ainda não conhecer o conteúdo do mandado expedido pelo juiz federal Marcelo Bretas, titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, afirmou que vai recorrer ainda hoje.

O MDB nacional, partido de Michel, repudiou a prisão e argumentou que “espera que a Justiça restabeleça as liberdades individuais, a presunção de inocência, o direito ao contraditório e o direito de defesa”.

Antes da publicação de Temer, Soraya publicou no Facebook foto dela e da senadora Selma Arruda (PSL-MT),  ao lado do presidente Jair Bolsonaro. As duas, segundo a senadora sul-mato-grossense, comentaram as primeiras ações do mandato. (foto de capa)

Leia Também

Brasil registra 869 novas mortes nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 869 novas mortes nas últimas 24 horas
Primeiro castramóvel chega em janeiro e vai atender bairros mais vulneráveis em Campo Grande
Cidade Morena
Primeiro castramóvel chega em janeiro e vai atender bairros mais vulneráveis em Campo Grande
Em dois anos, MS ganha 54 mil eleitores e mulheres definem eleição
Cidade Morena
Em dois anos, MS ganha 54 mil eleitores e mulheres definem eleição
Bebê com atrofia muscular morre após campanha para importar remédio de cerca de R$ 11 milhões
Geral
Bebê com atrofia muscular morre após campanha para importar remédio de cerca de R$ 11 milhões