TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

Bolsonaro barrado em pizzaria por falta de vacina é "vexame internacional", diz oposição

Presidente do Brasil é o único na Assembleia da ONU a não receber vacina contra a covid e precisou comer pizza fora do estabelecimento pela falta de imunização

20 setembro 2021 - 19h00Por Vinicius Costa

A cena do presidente Jair Bolsonaro comendo uma pizza fora do estabelecimento em Nova York, nos Estados Unidos, não caiu nas graças da oposição sul-mato-grossense. Além da atitude ser considerada 'vergonhosa', alguns lembraram que o governante não está vacinado, se tornando um mau-exemplo para os brasileiros.

Bolsonaro está participando de uma Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) e é o único presidente que não completou o ciclo vacinal contra a covid-19.

Assim, o deputado federal Dagoberto Nogueira, do PDT, criticou a atuação do governante brasileiro ao ficar do lado de fora da pizzaria por não ter a comprovação da vacinação obrigatória em Nova York.

"Bolsonaro é o único chefe de Estado na Assembleia Geral da ONU que não quis se vacinar. Esse é o tamanho da nossa vergonha em Nova York. Por isso teve que comer pizza na calçada, já que não está imunizado. Vexame internacional".

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) criticou com mais veemência Jair Bolsonaro e condenou as atitudes do brasileiro, enquanto outros presidentes trabalham para estabelecer medidas sanitárias contra a pandemia.

"É um mau-exemplo para o mundo inteiro. Tem feito o Brasil passar vergonha", disse Kemp.

Sobre o presidente não ter sido vacinado corretamente para participar da assembleia, o petista foi enfático ao "achar ridículo" e afirmou que Bolsonaro deveria ter sido barrado da assembleia.

"Acho ridículo. Acho que deveria ser barrado nessa Assembleia. Entrar na Assembleia da ONU, sem ter sido vacinado, sem tomar as preocupações, na minha opinião deveria exemplarmente barrado, não participar dessa assembleia".

Pizza

O presidente Jair Bolsonaro, acompanhado de alguns ministros, deixou o hotel em que estava hospedado, neste domingo (19), para comer em uma pizzaria de Nova York, nos Estados Unidos. Ele se alimentou na rua e posou para fotos.

Como Nova York exige comprovante de imunização contra a Covid-19 em ambientes internos e o presidente brasileiro ainda não foi vacinado contra a doença, ele não poderia ficar na área interna dos estabelecimentos.