Menu
Busca quinta, 06 de agosto de 2020
Linha de frente - compet
Política

Orçamento impositivo e fim do voto secreto podem ser votados nesta semana

Agenda

04 novembro 2013 - 12h18Por Redação

Duas propostas de emenda à Constituição - a do orçamento impositivo e a que acaba com todo tipo de voto secreto no Legislativo – devem ser votadas a partir de terça-feira (5) no plenário do Senado. 

A PEC do Orçamento Impositivo foi apresentada pelo então senador Antônio Carlos Magalhães. O texto aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), e que será examinado pelos senadores, prevê que a União ficará obrigada a liberar o dinheiro das emendas dos parlamentares ao Orçamento da União, até o limite de 1,2% da Receita Corrente Líquida (RCL) da União.

Além disso, a proposta cria uma fonte de financiamento estável para a saúde pública, uma vez que 50% dessas emendas parlamentares serão destinadas ao setor. A expectativa é que essa PEC seja votada, pelo menos em primeiro turno, na terça-feira. No dia seguinte (6), os senadores devem examinar a proposta de emenda à constituição que acaba com todo tipo de votação secreta na Câmara dos Deputados, no Senado Federal, nas assembleias legislativas estaduais, na Câmara Legislativa do Distrito Federal e nas câmaras de vereadores.

Essa votação deve ser mais polêmica, a julgar pelos debates ocorridos na última quarta-feira (30). Naquela sessão havia a possibilidade de essa proposta ser votada, mas o líder do PSDB, Aloysio Nunes Ferreira (SP), pediu mais tempo para melhor análise do texto.

O líder tucano considera o fim de todos os votos secretos no Poder Legislativo um “verdadeiro suicídio institucional”. O senador Walter Pinheiro (PT-BA), por sua vez, afirmou que a bancada do PT apoia “integralmente a questão do voto aberto em todas as circunstâncias no parlamento brasileiro”.

O relator da proposta na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), Sérgio Souza (PMDB-PR), admite que falta unanimidade quanto ao voto aberto, mas defende que a emenda constitucional deva ser votada o quanto antes e lamentou que essa votação já não tenha acontecido na quarta-feira.

Fonte: Agência Senado

 

Leia Também

SEM NOÇÃO: Desembargador que humilhou guarda volta a sair sem máscara e ironiza
Geral
SEM NOÇÃO: Desembargador que humilhou guarda volta a sair sem máscara e ironiza
MATO GROSSO DO SUL DE LUTO: Estado passa dos 29 mil casos do coronavírus
CORONAVÍRUS
MATO GROSSO DO SUL DE LUTO: Estado passa dos 29 mil casos do coronavírus
Sindicato marca assembleia e Campo Grande pode amanhecer sem ônibus circulando
Cidade Morena
Sindicato marca assembleia e Campo Grande pode amanhecer sem ônibus circulando
Audiência com acusado de matar Graziela acontece dia 25 de agosto
Polícia
Audiência com acusado de matar Graziela acontece dia 25 de agosto