TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Política

CPI encontrou 'vários núcleos corruptos' tentando comprar vacina, diz Simone Tebet

A senadora Simone Tebet comentou diversos aspectos da CPI da Pandemia, futuro político e terceira via para presidência

29 outubro 2021 - 13h32Por Rayani Santa Cruz

Durante entrevista no programa Papo Reto, do TopMídiaNews, a senadora Simone Tebet (MDB) disse que a CPI da Pandemia encontrou "vários núcleos corruptos" tentando fazer a compra de vacinas contra a covid-19.

Simone ponderou que o CEO da Pfizer, por exemplo, disse à comissão que tentou por inúmeras vezes contato com o governo federal para vender as doses, mas que não teve resposta. Nesse período, o país teve oportunidade de adquirir doses com antecedência aos outros, mas o governo optou pela negativa. 

Novamente, a senadora explicou que no caso de irregularidades em relação a prefeitos e governadores, elas devem ser investigadas por CPIs nas Câmaras Municipais e Assembleias Legislativas. 

Cenas deprimentes

A senadora afirmou que Jair Bolsonaro protagoniza cenas deprimentes, como a que ele imitou uma pessoa morrendo com falta de ar em plena pandemia, e outra cena em que ele estava em uma multidão, pegou uma criança ao colo e puxou a máscara. 

"Eu, como mãe, acho que foram cenas deprimentes."

Para a parlamentar, os médicos que defenderam tratamentos não comprovados, e tiveram atitudes negacionistas, não realizaram a defesa da vida. E lamentou a situação que o Brasil passou durante a pandemia.

Cenário Político

A senadora afirma que a terceira via é fundamental nas eleições 2022. Ela afirma que tudo pode acontecer no próximo ano, desde o presidente Jair Bolsonaro desistir da reeleição e apoiar algum outro nome, a tentar e enfrentar as urnas com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os outros nomes a surgirem da terceira via.

Simone tem um leque de opções em aberto para a disputa futura. Ela já foi cogitada até a ser pré-candidata a presidente da República, mas é equilibrada ao falar sobre a vida política. Tebet foi prefeita de Três Lagoas, vice-governadora ao lado de André Puccinelli até chegar a senadora.

Lá ela disputou a presidência do Senado, mesmo sem apoio do MDB.

"A política é feita de escolhas. Antes de ser políticos, somos humanos. Meu desejo e prioridade número 1 é concorrer ao Senado. Mas, diante da vontade da população que não quer nem Lula e Bolsonaro, abrindo uma 'avenida' para a terceira via, o meu partido vem me sondando para ser essa candidata de terceira via. O PSDB vai lançar candidato, o PDT, o Podemos e o MDB quer fazer isso. O meu partido não achou nenhum nome para fazer isso, e me deu dez dias para dar a resposta. Tudo é entorno de matemática e tenho de dar a resposta se vou ser a pré-candidata a presidência da República."

Para ela, é fundamental que o nome da terceira via tenha 1% a mais de intenção de votos contra Bolsonaro e Lula. Caso contrário, os votos serão pulverizados. Simone diz que é importante que "se encarne um nome em comum para disputar a terceira via".

"Seja quem for o candidato da terceira via, terá o meu apoio. Acredito que o candidato que tiver essa iniciativa coletiva será o escolhido."

Veja a entrevista completa: