(67) 99826-0686
Reviva centro

Policial invade comício com Lídio, Marun e Puccinelli e faz ameaças com pistola

Reunião de campanha acabou em confusão; militar estaria em horário de serviço

24 SET 2016
Diana Christie
10h37min
Foto: Reprodução/Facebook

Um policial militar invadiu um comício na cidade de Iguatemi por volta das 21h30 desta sexta-feira (23), causou confusão dirigindo diversas ofensas aos políticos no local e sacou uma pistola em direção ao público. O relato é do deputado federal Carlos Marun (PMDB), que participava do evento de campanha do candidato a prefeito do município, Carlinhos Lopes.

“Ontem um cidadão se aproximou de um comício nosso e começou a dirigir impropérios aos que estavam no palanque, em especial a mim e ao [ex-governador André] Puccinelli. Com a reação de populares, ele sacou uma pistola em direção ao comício, o que causou correria entre populares”, conta.

Segundo o deputado federal, o homem seria um policial militar que estava em horário de serviço. “Obviamente é uma situação que não podemos aceitar. Registramos boletim de ocorrência e falei com delegado Marcelo Vargas, que é comandante-geral da Polícia Civil. Ele solicitou ao delegado de Naviraí para que se dirigisse a Iguatemi e vai averiguar o caso”, continua.

Foto: Reprodução/Facebook

Também participavam do evento, que reuniu entre 1,5 mil a 2 mil pessoas, o deputado estadual Lídio Lopes (PEN), vereadores e lideranças locais. De acordo com Marun, o clima de insegurança na região do conesul é constante e a bancada federal já solicitou apoio das tropas nacionais para garantir a tranquilidade durante as eleições em 2 de outubro.

“Estou na fronteira e o clima é de elevadíssima insegurança para as eleições, teremos intervenção federal. Um policial invadir um comício com o objetivo claro de causar confusão é inexplicável. Não existe condições de realizar eleições desse jeito. É realmente muito grave”, destaca.

Ainda conforme o deputado, ninguém tentou deter o suspeito e ele fugiu do local, sendo que as investigações devem ter continuidade pela polícia civil.

Veja também