Menu
segunda, 21 de setembro de 2020
Política

Reinaldo destaca que reforma da Previdência 'não é tudo'

Ele disse que há outros assuntos importantes, reforma tributária uma delas

24 abril 2019 - 12h43Por Celso Bejarano, de Brasília

Na reunião entre os governadores e os presidentes da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumpre (DEM-AP), nesta terça-feira (23), em Brasília, foi dito aos dois que “não só a reforma da Previdência” resolve os problemas financeiros enfrentados pelos Estados.

A informação é do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), um dos participantes do encontro, promovido na casa de Rodrigo Maia.

Azambuja reforçou o discurso que já prega há algum tempo: o de que a aprovação da reforma da Previdência deve “destravar” outras discussões que considera também importantes para a economia brasileira.

O governador sul-mato-grossense acredita que a reforma tributária é tão relevante quanto a da Previdência, aprovada na noite de terça-feira (23) pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara Federal, que validou a proposta como constitucional.

Agora, a reforma da Previdência segue para uma Comissão Especial, cujos nomes dos integrantes devem ser anunciados amanhã, quinta-feira (25). Depois disso, a projeto vai para ao Plenário da Câmara, onde será votado pelos deputados federais.

Reinaldo e outros 23 governadores se reuniram ontem em Brasília. Eles definiram a pauta de uma discussão que será realizada no dia 8 de maio próximo, em Brasília.

Os governantes prometem discutir a renovação do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Esse fundo, que ajuda a pagar os salários dos professores, por exemplo, pode não ser mais repassado a partir do ano que vem.

Azambuja disse que hoje o governo federal repassa ao fundo em torno de R$ 14,5 bilhões anuais (verba repartida com os estados). A ideia, contou o governador, é convencer o governo de Jair Bolsonaro, a dobrar o valor distribuído.

Securitização das dívidas também será discutido entre os governantes. O assunto é um instrumento financeiro pelo qual se convertem empréstimos bancários e outros ativos em títulos para serem negociados com outros investidores, que passam a ser os novos credores da dívida em questão.

Leia Também

Polícia
Homem é executado a tiros em conveniência do Zé Pereira
A Polícia Civil vai analisar câmeras de segurança do local
Mulher retirada do lixão por atriz brasileira virou dona de bufê
Geral
Mulher retirada do lixão por atriz brasileira virou dona de bufê
Projeto sobre aumento da validade e de pontos da CNH volta para Câmara para ser votado hoje
Geral
Projeto sobre aumento da validade e de pontos da CNH volta para Câmara para ser votado hoje
Mulher surta ao ver mensagem de outra e ameaça matar namorado com faca
Interior
Mulher surta ao ver mensagem de outra e ameaça matar namorado com faca