TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Rose Modesto quer choque de gestão e transparência para melhor administrar Campo Grande

Candidata do PSDB defende investimentos em todas as áreas

5 SET 2016
Airton Raes
07h00min
Foto: André de Abreu

A candidata a prefeita de Campo Grande pelo PSDB, vice-governadora Rose Modesto, afirmou que pretende realizar um choque de gestão na administração municipal, com transparência, enxugando a máquina pública e valorizando o servidor. Tudo para poder investir em saúde, educação, segurança pública, mobilidade urbana, assistência social, cultura, esporte e todas as demais áreas.

“A nossa proposta é fazer mais com menos. Como faz isso? Com planejamento. Transparência e, claro, quando acaba com a corrupção sobra mais dinheiro. É nessa linha que vamos trabalhar”, destacou Rose.

Na saúde, a candidata pretende implantar o programa “Saúde Já”, reestruturando a saúde básica no  município, construindo o centro de Especialidades médicas, valorizando os profissionais que atendem a população.

”Saúde será prioridade máxima. Quando temos saúde básica, economizamos com a média e com a alta complexidade. Se você atende a ponta, que é o posto de saúde, funcionando com  médico, com medicamento e com o centro de especialidades e diagnóstico que iremos entregar para Campo Grande, através de parceria do Governo do Estado, conseguimos trabalhar a prevenção. Tem que ter uma valorização maior dos profissionais. Não apenas do médico. Mas do farmacêutico, do radiologista e todis que atendem nas UPAs. O servidor da saúde precisa ser bem valorizado. Para fazer saúde de qualidade não será com terceirização. Não vamos transformar a saúde do município em OS. Vamos dar melhor estrutura para os profissionais fazerem com melhor qualidade. Vamos fazer parcerias com as clinicas que já existem, enquanto o centro de  Especialidades e Diagnósticos não fica pronto. Um programa como a Caravana. Parcerias para atender a demanda reprimida, que hoje é as especialidades médicas e exames. Teremos uma caravana permanente enquanto não se constrói o Centro de Especialidade Médicas. Pagando a tabela SUS, como foi feita na Caravana da Saúde”, explicou.

Na educação, Rose afirmou que irá pagar o piso nacional do professor, implantar eleições diretas para professores, entregar os Centros de Educação Infantil que estão em construção, aumentar o número de crianças na escola, entregar os uniformes e kits escolares no inicio do ano letivo. “Não vou abrir mão de cumprir o piso de 20h. Como prefeita, vamos pagar. Entregar os Ceinfs que estão inacabados e em construção; temos 10 mil crianças fora dos Ceinfs. Entregando os que faltam vamos atender 50% das crianças que estão fora da escola, que dá 5 mil crianças.Merenda de qualidade é uma obrigação mínima e que não vem acontecendo e não é falta de recurso. É ineficiência. Falta de compromisso com a população.”, destacou.

Sobre segurança pública, Rose Modesto pretende trabalhar na prevenção, através de ações na cultura e esporte. Também vai fazer a Guarda Municipal trabalhar em conjunto com a Polícia Militar e Polícia Civil. “A Guarda Municipal é composta por 1,2 mil homens e mulheres. Nossa Guarda está motivada, ela quer ir para a rua combater o crime. Nós vamos armar a nossa guarda. Vamos equipar, com viaturas e com equipamentos. Vamos unificar, fazendo um trabalho dialogando com a polícia militar e polícia civil”, disse.  

Mais propostas

Na Assistência Social, Rose destaca a valorização dos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e firmar convênios com o terceiro setor para atender a população. “Os Cras perderam seus objetivos. O principal papel do Cras é o fortalecimento de vinculo familiar. Além da prefeitura ter um olhar especifico para as pessoas que estão sofrendo. Queremos um projeto, um programa de assistência social. Vamos fazer convênios com o terceiro setor. É poder voltar e fortalecer essas instituições  que tem sido fundamentais para diminuir a desigualdade na nossa cidade”, destacou.

Em relação a infraestrutura e mobilidade urbana, a candidata pretende recapear as vias de Campo Grande, asfaltar as ruas dos bairros da periferia, priorizando os bairros mais antigos. "Temos um problema antigo: bairros que estão há 30 anos na poeira e na lama. Vamos priorizar esses bairros para poder receber o asfalto. Temos que acabar com os pontos de alagamento, que a vida inteira são os gargalos de Campo Grande e nunca vimos um trabalho sendo desenvolvido com começo, meio e fim. O governador Reinaldo tem uma dívida de gratidão com Campo grande. Ele tentou fazer mais pela cidade, mas existe uma falta de diálogo com a gestão atual. Tenho certeza que com a minha relação com o governo do Estado vamos avançar nesses pontos. Vamos arrumar a casa. Fazer funcionar o que existe. Tenho um projeto para recapear as avenidas. Alguns buracos já foram tapados quinze vezes, vinte vezes. E o custo disso equivale ao recapeamento do mesmo trecho. Temos um projeto para recapear parte da cidade de Campo Grande”, continuou.

Rose Modesto também afirmou que vai investir 1% do orçamento no esporte e 1% na cultura. “Nosso município não coloca aporte nenhum para valorizar o esporte. Queremos fazer escolinhas de futebol funcionar como projetos na área da prevenção. Quando investe no esporte, você gasta menos com segurança pública, com saúde. É esse o olhar que vamos ter e buscar fazer valer a lei do 1% para o esporte”. Em relação a Cultura, Rose destacou a importância da preservação a identidade cultural do município. “A nossa cultura faz nos lembrar quem somos, de onde viemos e onde queremos chegar. A  cultura do povo é fundamental. Vamos  fortalecer os artistas locais. Vamos fazer valer a lei do 1% para cultura. Com 1% vamos ter mais de 30 milhões para investir em cultura. Temos o sonho de entregar o nosso Centro de Belas Artes”, destacou. 

Veja também