TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Política

Rose Modesto repudia estupro de menina de 12 anos por garimpeiros

Caso aconteceu na segunda-feira, em uma comunidade no norte de Roraima

27 abril 2022 - 15h16Por Nathalia Pelzl

A pré-candidata ao governo de MS, Rose Modesto compartilhou a sua indignação com o caso da indígena de 12 anos, que foi estuprada por garimpeiros na comunidade Aracaçá.

“Sem palavras para expressar minha total desolação com a brutal violência que vitimou uma menina indígena Yanomami, de 12 anos.  O meu mais profundo pesar e veemente repúdio ao estupro de vulnerável e homicídio qualificado que ceifou a vida de uma criança indígena de forma tão cruel e brutal. Isso não pode ficar impune”, escreveu Modesto.

Entenda 

Uma menina ianomâmi, 12 anos, morreu após ser estuprada por garimpeiros numa comunidade na região de Waikás, uma das mais atingidas pela invasão de mineradores ilegais na Terra Indígena Yanomami. 

A informação foi divulgada na noite de segunda-feira (25) pelo presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye'kwana (Condisi-YY), Júnior Hekurari Yanomami, que também é uma das lideranças desse povo. 

Em nota, o MPF informou que "busca junto às instituições competentes a apuração do caso e acredita que situações como essa são consequência cada vez mais frequente do garimpo ilegal em terras indígenas em Roraima".