Menu
segunda, 21 de setembro de 2020
Política

Trutis diz que não está competindo por quantidade de projetos e critica 'ideias sem base'

Ele contestou reportagem que disse que o novo parlamentar ainda não apresentou propostas

07 março 2019 - 13h58Por Celso Bejarano

“Vejo má fé e ignorância técnica no repórter”. Assim se manifestou pela internet o deputado federal Tio Trutis (PSL-MS), no espaço reservado ao comentários acerca da matéria publicada nesta quinta-feira (7), pelo TopMidiaNews, que informou aos leitores que três deputados federais sul-mato-grossenses ainda não tinham apresentado nenhum projeto de lei desde que assumiram em 1º fevereiro deste ano.

“Desde quando é uma competição? Uma das maiores faltas de conhecimento sobre o processo legislativo é medir um parlamentar pelo número de projetos. O Brasil é um país extremamente burocrático, cheios de leis e normas absurdas que atrapalham a vida a população”, comentou Trutis, estreante na política.

Trutis foi o quinto mais bem votado nas eleições de outubro, com 56.339 votos. Sua campanha seguiu o rastro do presidente Jair Bolsonaro, que pregou a inovação na política e atacou à exaustão as gestões do PT, dos ex-presidentes Lula e Dilma.

Na crítica à matéria, Trutis disse que “existem parlamentares que apresentam ideias sem base, sem apoio dos colegas que sabem que não têm nem base constitucional [o projeto], mas como querem aparecer...”.

Na interpretação do parlamentar, há deputados que apresentam proposta que não vai a lugar algum. Se o projeto criado não for fundamentado constitucionalmente, a ideia morre por ali e é automaticamente arquivada.

O pesselista afirmou ainda que ele é “o único sul-mato-grossense [parlamentar] na comissão extraordinária de combate ao narcotráfico internacional; temos 14 medidas apresentadas em conjunto com o Ministério da Justiça que vão influenciar” na vida da população do Estado, e “na segurança da fronteira”.

Tio Trutis sustenta ainda em seu protesto que preside a Frente Parlamentar Armamentista, que vai “trazer duas indústrias para MS, gerar empregos e recolhimento de ICMS, melhorando a receita do Estado para ser usado em saúde e educação. Apresentar [projeto] não o farei”, conclui o comentário acerca da reportagem que disse que Truti não havia mostrado nenhum projeto na Câmara dos Deputados até agora.

DEPUTADO FEDERAL, O QUE FAZ?

Ao pé da letra, segundo regimento da Câmara dos Deputados, a principal função do deputado federal é legislar. Cabe a ele propor, discutir e aprovar leis, que pode alterar até mesmo a Constituição. Outro papel do parlamentar e o de controlar as ações do Poder Executivo.

Ou seja, uma das missões de Trutis, que acha desimportante criar leis e que se autointitula na sua conta do Facebook como “conservador, anticomunista e  pró-armas" é, também, a fiscalizar as ações do governo do presidente Bolsonaro, seu parceiro de sigla.

Leia Também

Laudo diz que fígado de menino de 4 anos 'explodiu' após surra da madrasta
Geral
Laudo diz que fígado de menino de 4 anos 'explodiu' após surra da madrasta
Ferida com tiro no nariz, menina de 7 anos está consciente na Emergência da Santa Casa
Cidade Morena
Ferida com tiro no nariz, menina de 7 anos está consciente na Emergência da Santa Casa
NA LATA: de surpresa, Puccinelli ameaça rasteira em Márcio Fernandes
Na Lata
NA LATA: de surpresa, Puccinelli ameaça rasteira em Márcio Fernandes
Eleições: candidatos a prefeito poderão gastar até R$ 7 milhões em Campo Grande
Política
Eleições: candidatos a prefeito poderão gastar até R$ 7 milhões em Campo Grande