Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Política

Vereador visita conselho tutelar e encontra prédio caindo aos pedaços; prefeitura anuncia reforma

Prédio que abriga crianças apresenta problemas na estrutura, uma delas na coluna de sustentação do local

24 fevereiro 2019 - 18h10Por Rodson Willyams

O vereador André Salineiro (PSDB) denunciou o descaso do poder público quanto à estrutura do Conselho Tutelar Sul, responsável por abrigar dezenas de crianças e adolescentes em Campo Grande. 

"Encontrei diversos problemas que estou levando ao conhecimento do Executivo, porque é urgente uma providência ali", denunciou em sua página. Salineiro ainda ressaltou que, apesar das dificuldades pela falta de manutenção no prédio, "os conselheiros fazem com excelência o trabalho".

Entre os problemas encontrados estão a falta de um aparelho de ar-condicionado e a falta de manutenção das grades laterais do prédio localizadas no primeiro andar, que oferecem risco aos trabalhadores e às crianças. 

Destacou ainda que o elevador está com defeito. Informou que não há placa de identificação na fachada, pois ela caiu em razão da ação do tempo; e não tem ventilador em algumas salas. 

Detectou ainda problemas de infiltração e problema na coluna do prédio, necessitando de aterro no local. Além da ausência de cadeiras e de copos descartáveis, há ainda a necessidade de aquisição de brinquedos novos para as crianças.  

"É um local importante porque recebe crianças, adolescentes, famílias dilaceradas. E, às vezes, vão com problemas e tem que ter um espaço acolhedor, um espaço diferente onde sintam confiança naquele local. E com uma estrutura melhor teria como abranger muito mais famílias", finaliza.

Resposta

A assessoria de imprensa do município  informou que melhorias no local estão em andamento. "Conforme relatado ao Vereador Salineiro, na última sexta-feira, o qual participou de uma reunião junto ao Secretário da pasta e equipe técnica, foi informado que os processos de nº 49096/2018-43 e 72998/2018-57, estão em fase de elaboração para abertura de licitação e para execução".

E ainda informou que: "quanto a relação da estrutura física do prédio, quando há necessidade de atender demanda que necessite da acessibilidade, o técnico que está no piso superior é acionado para prestar  atendimento à pessoa na parte térrea, não comprometendo esse tipo de atendimento".

A nota ainda finaliza ressaltando que: "quanto à compra de novo mobiliário, esta Secretaria está no aguardo do chamamento dos fornecedores para atender a demanda, já que a licitação foi finalizada".

Leia Também

Brasil registra 869 novas mortes nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS
Brasil registra 869 novas mortes nas últimas 24 horas
Primeiro castramóvel chega em janeiro e vai atender bairros mais vulneráveis em Campo Grande
Cidade Morena
Primeiro castramóvel chega em janeiro e vai atender bairros mais vulneráveis em Campo Grande
Em dois anos, MS ganha 54 mil eleitores e mulheres definem eleição
Cidade Morena
Em dois anos, MS ganha 54 mil eleitores e mulheres definem eleição
Bebê com atrofia muscular morre após campanha para importar remédio de cerca de R$ 11 milhões
Geral
Bebê com atrofia muscular morre após campanha para importar remédio de cerca de R$ 11 milhões