Menu
terça, 11 de agosto de 2020
Repórter Top

Fim dos maus-tratos: protetores buscam conscientização para a causa animal através da arte

Dupla está buscando espaço para pintar e expressar o crescente aumento do abandono de animais em MS

23 junho 2019 - 15h15Por Nathalia Pelzl

Com o crescente número de denúncias e casos de maus-tratos a animais em Campo Grande, dupla de protetores independentes busca, através da arte, conscientizar a população. Alexandre Santos é um dos envolvidos. Ele conta que, por dia, sua página recebe mais de 30 pedidos de resgate a animais vítimas de maus-tratos e abandono.

“Somos da Causa Animal em Campo Grande, protetores independentes, e gostaríamos de ajuda, pois estamos querendo  um espaço, para fazer uma arte onde possamos expressar o abandono de animais na Capital, que cresce assustadoramente”, disse.

A ideia dele, junto com o amigo, o publicitário e artista, Fábio Orsete, é que alguma instituição forneça esse espaço.

“Quereremos fazer a divulgação da arte dele, para chamar atenção para causa animal, pode ser muro da escola, qualquer espaço para conscientizar. Quem tiver o espaço pra fazer a divulgação e queria fornecer, pode entrar em contato no telefone, (67) 9 9351-7378, tudo 100% gratuito”, reforça.

Conforme previsto no artigo 32 da Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, quem praticar o ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, comete crime ambiental, que prevê detenção de três meses a um ano e também a condenação em multa para quem cometer este tipo de crime.

Em 2018, foram registrados 214 boletins de ocorrência de maus-tratos em todo o Estado. Em 2017, outros 159.

Até o dia quatro de junho, a SISP (Superintendência de Inteligência de Segurança Pública) Coordenadoria de Fiscalização e Controle, foram registradas  123 ocorrências de maus-tratos com morte e, apenas 16 sem mortes.

Em caso de denúncia, procure a Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Ambientais e Atendimento ao Turista (Decat) pelo número 3325-2567 / 3382-9271. As denúncias podem ser feitas também no Ministério Público.

Leia Também

TJ diz que recursos de reprovados em concurso da Polícia Civil viraram 'farra'
Cidades
TJ diz que recursos de reprovados em concurso da Polícia Civil viraram 'farra'
De base e oposição: políticos de MS se unem contra tratamento com ozônio no ânus
Política
De base e oposição: políticos de MS se unem contra tratamento com ozônio no ânus
Enquanto te pedem pra ficar em casa, curtem a vida na Europa e fazem academia
Tema Livre
Enquanto te pedem pra ficar em casa, curtem a vida na Europa e fazem academia
Lei municipal inclui nove serviços como essenciais e não podem parar na pandemia
Cidade Morena
Lei municipal inclui nove serviços como essenciais e não podem parar na pandemia