Menu
terça, 07 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
TRE
Saúde

Mato Grosso do Sul lidera ranking de mortes por Aids no Centro-Oeste

Estado está entre os cinco do país em que mais pessoas perdem a vida para a doença

27 novembro 2018 - 19h00Por Amanda Amaral

Dados do Ministério da Saúde divulgados hoje (27) mostram que o Mato Grosso do Sul não tem o que celebrar em relação à luta contra o HIV, vírus transmissor da Aids. Isso porque o estado lidera o ranking de óbitos relacionados à doença no Centro-Oeste em estatística de 2017.

Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal completam a lista, por ordem de casos. Apesar de diminuir de 7,1 para 6,2 mortes a cada 100 mil habitantes entre 2016 e 2017, MS é ‘bicampeão’ na estatística negativa.

No mesmo período, Campo Grande aparece como a capital com mais mortes de vítimas da doença na mesma região, sendo a 14ª no ranking nacional.

No Estado, somente entre 2017 e 2018, foram 1.047 casos de HIV notificados no Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação). Entre 1980 e 2017, foram 3.579 mortes registradas oficialmente em Mato Grosso do Sul.

País

Apesar de não animadores para Mato Grosso do Sul, os números revelam que, de 1980 a junho de 2018, foram identificados 926.742 casos de Aids no Brasil – um registro anual de 40 mil novos casos. Como sintetizou a Agência Brasil, em 2012, a taxa de detecção da doença era de 21,7 casos para cada 100 mil habitantes enquanto, em 2017, o índice era de 18,3 casos. No mesmo período, a taxa de mortalidade por Aids passou de 5,7 óbitos para cada 100 habitantes para 4,8 óbitos.

Homens

Os dados mostram ainda que 73% das novas infecções por HIV no Brasil acontecem entre pessoas do sexo masculino, sendo que 70% dos casos é registrado entre homens que estão na faixa etária de 15 a 39 anos.

Teste e acompanhamento

Embora todas as Unidades de Saúde possam fazer o teste de HIV e exames de DST, assim como seu tratamento, existe um serviço de referência no atendimento especializado em Campo Grande, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA).

O CTA é um local especializado no exame de HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis. Um grupo de profissionais realiza o atendimento gratuito, onde o paciente pode fazer o teste com sigilo absoluto.

O CTA também oferece apoio psicológico aos pacientes que realizam o teste e realiza o tratamento de infecção sexualmente transmissíveis.

Centro de Testagem e Aconselhamento

Rua Ananduí, nº 299, Bairro Amambaí, Campo Grande. Telefone (67) 3314-3450.