TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Saúde

Ministro da Saúde diz que enviará nesta semana documento sobre autoteste para Covid-19

Ele afirma que quem trouxe do interior, pode testar no Brasil

12 janeiro 2022 - 11h02Por Dany Nascimento

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga afirmou na manhã de hoje (12), que a pasta vai enviar ainda nesta semana uma posição à Agência de Vigilância Sanitária (Anivsa) sobre a política pública para aplicação do autoteste de Covid-19. 

A explicação do ministro veio após cobrança do diretor-presidente da Anvisa, Barra Torres, de que a aprovação pela agência depende de documentos que irão nortear as orientações de exames que poderão ser realizados pelos próprios pacientes.

De acordo com o site G1, o ministro defendeu que os exames sejam feitos pelos pacientes com orientação das revendedoras e sincronizados com o Ministério da Saúde, que precisa computar os dados para estabelecer políticas públicas.

Indagado se quem trouxe o teste de Covid-19 do exterior poderia usar, o ministro disse que sim.

“Se trouxe o teste, pode testar”, confirmou Queiroga.

A Anvisa entende que a atual resolução, que proíbe a testagem, precisa ser revista. Em entrevista ao programa “Em Foco”, na GloboNews, Barra Torres disse que o  autoteste é uma tendência mundial e a Anvisa não vai perder tempo, mas aguarda o posicionamento do ministério.

“Não é simplesmente liberar um autoteste para ser feito em farmácia pelo próprio cliente, pelo próprio cidadão. Ele vem dentro de uma política pública de saúde. Porque é necessário uma previsão de uma série de fatores. Esse resultado precisa ser compilado, caso contrário a gente faz o teste e quem fica sabendo é só quem testou e o sistema de compilação nacional, então isso precisa existir”, disse o ministro.