Menu
terça, 29 de setembro de 2020
Top Esporte

Athila Paixão e Gedson Santos são enterrados em suas cidades natais

Corpos das vítimas do incêndio no Ninho do Urubu, na última sexta-feira, estão deixando o Rio de Janeiro desde a tarde de domingo

11 fevereiro 2019 - 15h14Por Da redação / Portal R7

Os corpos de Gedson Santos e Athila Paixão, ambos de 14 anos, foram enterrados na manhã desta segunda-feira (11), em suas respectivas cidades natais, em Itararé, em São Paulo, e Lagarto, em Sergipe. Os dois foram vítimas do incêndio que atingiu o CT George Helal, o Ninho do Urubu, na última sexta-feira no Rio de Janeiro. 10 atletas da base do Flamengo morreram no episódio.

O corpo de Gedson Santos foi levado de avião do Rio de Janeiro para Curitiba na tarde de domingo, seguindo de carro para Itararé, onde a família do jovem mora. Gedinho, como era conhecido, havia se mudado para o Rio de Janeiro há apenas uma semana.

Seu corpo foi velado no ginásio municipal da cidade, lotado por parentes, amigos e moradores da cidade. A mãe do jogador passou mal e precisou ser amparada. O corpo de Athila Paixão também deixou o Rio de Janeiro de avião e, de Aracaju para Lagarto, onde moram os familiares do atleta, foi levado de carro. O corpo foi velado em uma quadra de esportes, na qual o jovem costumava jogar com os amigos na infância.

- Ele era muito talentoso e a carreira estava seguindo no caminhado certo. Ele era filho único e sempre chegava aqui sorridente, brincando e não via a hora de voltar para continuar treinando - contou o tio do Athila, Paulo César de Souza.

Leia Também

8º sorteio do Nota MS Premiada acontece nesta quarta
Cidades
8º sorteio do Nota MS Premiada acontece nesta quarta
Governo de MS divulga empresa que fará projeto do acesso à ponte do rio Paraguai
Cidades
Governo de MS divulga empresa que fará projeto do acesso à ponte do rio Paraguai
Com mais de R$ 3 milhões em multas do TCE, ex-prefeita bolsonarista quer retomar Nioaque
Política
Com mais de R$ 3 milhões em multas do TCE, ex-prefeita bolsonarista quer retomar Nioaque
Maioria dos leitores acredita ser impossível retomar aulas presenciais em outubro
Cidades
Maioria dos leitores acredita ser impossível retomar aulas presenciais em outubro