(67) 99826-0686
Camara Maio

Barrichello descarta utilizar 'tática Hamilton' com Fraga na final da Stock

Precisando vencer e torcer para rival chegar em 13º, veterano não pensa em segurar o pelotão para permitir a chegada de outros pilotos: 'É esperar o destino'

10 DEZ 2016
Globo Esporte
17h47min
Foto: Duda Bairros

Na briga pelo título da Stock Car, Rubens Barrichello largará em segundo, em Interlagos, na grande decisão deste domingo, com transmissão ao vivo da TV Globo, às 10h. À frente dele justamente do líder do campeonato, Felipe Fraga. Com 37 pontos de desvantagem, Rubinho

precisará muito mais do que de uma vitória para ser bicampeão. Terá que torcer também para o adversário chegar de 13º para baixo (confira a matemática do título abaixo). Perguntado se usaria a mesma tática que Lewis Hamilton fez com Nico Rosberg na final da Fórmula 1, diminuir o ritmo para permitir a chegada de outros pilotos, o veterano de 44 anos disse que não:

- Não dá para fazer isso. O Hamilton fazia a conta certinho e não deixava o Rosberg abrir a asa. Aqui não temos a asa, temos o push. Se eu dou uma jogada errada com push, vem uns três e nos passam também. Então o meu intuito é buscar a liderança e depois não ficar jogando muito com essa situação.

Com muita experiência na bagagem, Barrichello afirma que sua tática será mirar apenas a vitória e deixar a sorte dizer se será bicampeão ou não.

- Temos que contar muito mais do que só com equipamento e dedicação. Temos que contar com o jogo das coisas para fazer a combinação vencedora. O que eu quero amanhã é ganhar a prova. E vou dar o meu máximo para isso. Depois é esperar o destino para ver o que Papai do Céu faz para a gente - ressaltou.

Veja também