TJMS
(67) 99826-0686

Neymar e família têm 36 imóveis bloqueados por problemas com Fisco

A suposta sonegação teria acontecido na transferência do jogador em 2013, quando deixou o Santos e foi para o Barcelona

17 JUN 2019
Da redação/ESPN
08h54min
Foto: Reprodução/ESPN

A Justiça determinou o bloqueio de 36 imóveis registrados em nome de Neymar. A decisão, segundo o jornal Folha de S. Paulo, se refere ao processo por sonegação fiscal, no qual a Receita Federal cobra uma multa de R$ 69 milhões do jogador.

O bloqueio impede que esses imóveis – entre eles duas mansões no Guarujá, avaliadas em R$ 14 milhões, e um apartamento em São Paulo com valor de mercado de R$ 15 milhões – sejam negociados, mas não que sigam sendo utilizados. O objetivo é que sejam usados como forma de garantia para o pagamento da multa.

A suposta sonegação teria acontecido na transferência do jogador em 2013, quando deixou o Santos e foi para o Barcelona. Os espanhóis pagaram cerca de 40 milhões de euros para uma empresa que pertence ao pai do jogador, mas a autoridades entendem que o pagamento era para o jogador, o que causaria uma grande diferença na alíquota do imposto, que é de 27,5% para pessoa física e 17% para pessoa jurídica.

Em 2015, Neymar foi autuado em R$ 188 milhões, mas um recurso administrativo das empresas que gerem a carreira do jogador conseguiu reduzir o valor. A Receita cobra, hoje, R$ 69 milhões, mas a defesa do atleta entende que o valor a ser pago é bem inferior, já que parte da multa teria sido paga ao Fisco espanhol. O jornal, em abril, noticiou que duas aeronaves em nome de uma empresa de Neymar também haviam sido bloqueadas.

Já o diário espanhol El Mundo, informa que o jogador também é investigado na Espanha por ter deixado de pagar impostos referentes ao bônus que recebeu do Barcelona antes de ir para o Paris Saint-Germain. Além destas brigas, Neymar ainda convive com a investigação por um suposto estupro e também por ter postado um vídeo com imagens íntimas da modelo Najila Trindade.

Veja também