TJ BANNER JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
sábado, 25 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Academias voltam em Campo Grande, mas com alunos a cinco metros um do outro

Professores terão de usar máscara e luvas de látex

17 abril 2020 - 19h19Por Thiago de Souza

A prefeitura de Campo Grande liberou, a partir desta sexta-feira (17), o funcionamento de academias de ginástica, fechadas desde 20 de março, por causa do novo coronavírus. No entanto, há regras severas, como a distância mínima de cinco metros entre um aluno e outro.

O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial do Município. Ainda segundo o documento, a reabertura só foi possível após análise de um projeto de biossegurança para evitar a disseminação do vírus.

Cada aluno deverá, segundo o decreto, ter um espaço de 20 metros quadrados para suas atividades. O estabelecimento só poderá funcionar com 30% de sua capacidade. Não poderá haver contato físico entre o professor e entre os alunos.

Outra regra imposta pelo documento é a exigência de luvas de látex para os professores e instrutores para manuseio dos equipamentos, assim como máscaras faciais. Aulas coletivas ou em dupla estão proibidas. O ambiente deve disponibilizar álcool gel e estar arejado.

Após caso uso, o aparelho deverá ser higienizado. As aulas devem ser agendadas previamente, a fim de evitar aglomerações.

''Em caso de utilização de máquinas eletrônicas de pagamento via cartão de débito ou crédito, a superfície da mesma deverá ser higienizada após cada uso, de forma a se evitar a transmissão indireta do COVID-19'', diz o decreto. Também diz que deverão ser retiradas catracas ou cancelas que necessitem o uso das mãos para a entrada e saída de alunos.  

Como destaque do decreto está obrigatoriedade do professor  interromper a atividade imediatamente ao identificar que o aluno apresenta qualquer sintoma indicativo da doença (tosse, febre, dificuldade para respirar) e realizar a orientação, conforme capacitação recebida, inclusive notificando imediatamente a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde todo caso suspeito...’’.