Menu
domingo, 22 de maio de 2022 Campo Grande/MS
GOV EMPREGO MAIO
Campo Grande

Passando 8 horas com a criançada e sem concurso, assistentes de creches lutam por salários melhores

Categoria estuda até a possibilidade de greve; carga horária exaustiva e salários baixos são principais reclamações

24 fevereiro 2019 - 09h30Por Nathalia Pelzl

Funcionários dos EMEIs (Escolas Municipais de Educação Infantil) - antigos Ceinfs (Centros de Educação Infantil) - estão indignados com promessas que nunca se cumprem. Uma funcionária, que prefere não se identificar, relatou ao TopMídiaNews que a classe estuda uma possível greve e até mesmo ir ao Ministério Público em busca de direitos.

“Quando os funcionários da Omep e Seleta foram demitidos, o prefeito na época [Alcides Bernal] alegou que não podia realizar um concurso, mas que ia abrir o processo seletivo. Mas realidade foi outra. Ele [Marquinhos Trad] fez foi abrir agora um novo processo”, reforça.

Outro questionamento é a questão salarial recebida pelos trabalhadores. Segundo ela, a carga horária não seria compatível com o salário recebido.

“Carga horária exaustiva com o mesmo salário, aí o mesmo não quer reduzir a carga horária pra 6 horas, nem ao menos dar o aumento salarial e nem previsão precisa de concurso”, reforça indignada.

“R$ 1,2 mil, aí com os descontos cai para R$ 1 mil e já é o segundo processo seletivo com o mesmo salário, já vai para três anos”, destacou.

Um ponto importante indicado pela funcionária é a questão da superlotação das salas e o pouco número de profissionais para atender a demanda.

“Sem contar que fica 8 horas direto com crianças. Acaba sendo muito estressante porque as salas são superlotada e são apenas três assistentes por sala”.

Indignada, ela alega que o desgaste emocional é muito grande e que o número de profissionais adoecendo aumenta a cada dia.

“O jeito será ir para as ruas para possível uma greve e até mesmo partir para o Ministério Público, pois essa  profissão esta defasada, as pessoas estão exaustas, muitas com problemas psicológicos ao ponto de cometer um suicídio porque é muita cobrança para pouco retorno”, finaliza.

Outro lado

Nossa equipe entrou em contato com a Semed (Secretaria Municipal de Educação), confira a nota na íntegra.

"A Semed informa que realizou ano passado Processo Seletivo Simplificado para o cargo de Assistente de Educação Infantil, do qual recebeu 15 mil inscrições. Até o momento, já foram chamados 450 candidatos para assumir o cargo em EMEIS. Outros candidatos serão convocados para suprir a demanda da Reme. Na próxima semana, inclusive, haverá outra chamada. Quanto a reajuste salarial, como se trata de processo seletivo, a remuneração e a jornada de trabalho já são estabelecidas no edital que normatiza o processo, não havendo possibilidade de alteração. A Semed ainda informa que já foi solicitado a Secretaria de Gestão, abertura de concurso para o referido cargo em 2019, porém o pedido ainda está em análise".

ue i