TJMS JANEIRO
Menu
quinta, 20 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Tio diz que garota confessou falso estupro para se livrar de condenação em Campo Grande

Crime teria ocorrido quando a vítima tinha dez anos

30 outubro 2021 - 16h51Por Thiago de Souza

Tio de adolescente de 16 anos diz que ela teria confessado que mentiu, quando o acusou de estuprá-la, em 2015, quando tinha dez anos, em Campo Grande. Ela teria sentido peso na consciência e revelou a suposta fraude, mas a Justiça manteve a condenação do homem a 12 anos de prisão. 

Conforme o inquérito, o tio da menina, hoje com 37 anos, foi condenado em fevereiro de 2019, a 12 anos de prisão, por estupro de vulnerável. À época do crime, a sobrinha disse que ele a estuprou, quando a tia teria saído para comprar remédios e teria a ameaçado de surra, caso denunciasse. 

A defesa do pedreiro recorreu, mas ele foi condenado em 2ª instância em novembro de 2019, sendo que passou a cumprir a pena. 

Porém, a garota supostamente confidenciou para a professora e amigas de um projeto da igreja, que tudo não passou de mentira dela. Ela teria acusado o tio por estar desnorteada, em razão de problemas familiares à época e agiu por vingança. A vítima foi aconselhada pela igreja a escrever uma carta e relatar a verdade. 

‘’Realmente é uma vergonha pra mim ter que mentir e desmentir. Hoje minha consciência pesa por acusar um inocente de abusador’’, teria dito a jovem no texto, que ainda carece de checagem. 

Apesar da confissão da garota chegar à Justiça, a interpretação foi que as novas provas não têm força para alterar a condenação dele, já que a carta com a confissão não foi submetida ao questionamento da acusação.