TCE MAIO
TJMS MAIO
Menu
terça, 24 de maio de 2022 Campo Grande/MS
CÂMARA MUNICIPAL MAIO 2/3 ANO
Solidariedade

Guerreira, Gislaine cuida do filho especial sozinha e sonha em fugir do aluguel

Além do caçula, que tem paralisia cerebral, o mais velho sofre com crises constantes de asma e mãe se desdobra para atender os dois

26 setembro 2018 - 11h08Por Anna Gomes
Guerreira, Gislaine cuida do filho especial sozinha e sonha em fugir do aluguel

A diarista Gislaine Lurdes dos Santos, 29 anos, mãe de duas crianças, uma com asma e outra paralisia cerebral, com muita luta, cria os dois filhos sozinha e sonha em um dia conseguir construir sua casa própria e sair do aluguel.

Gislaine cuida dos dois meninos e ainda precisa administrar todas as finanças com os bicos que consegue fazer como diarista. Suprir todas as necessidades tem sido um desafio constante, pois não era nem para ter um trabalho fixo já que seus filhos são extremamente dependentes.

A mãe destaca que o filho mais velho, de 9 anos, tem asma e sempre sofre algumas crises. O outro tem 4 anos e possui paralisia cerebral, que atinge o desenvolvimento motor global e compromete o funcionamento dos membros inferiores, além de apresentar deficiência mental e outros distúrbios.

Como se não bastasse toda luta diária da diarista, ela ainda sofre com as pensões das crianças, que praticamente não existem. Conforme a mãe, o pai do filho mais velho não arca com nenhuma despesa. Segundo ela, o homem já chegou a ser preso várias vezes e mesmo assim não ajuda na criação do filho. O pai do menor ‘ajuda quando pode’, de acordo com a diarista, às vezes só com R$ 50 mensais.

(Gislaine e seus filhos)

“Eu preciso dedicar todo o meu tempo para a minha filha. Por isso, o máximo que eu faço é algum serviço de diarista. Tenho que me virar para arcar com todas as despesas, que não são poucas, pois necessito pagar aluguel, contas de água, energia e alimentação. Algumas vezes meu padrasto e minha mãe me ajudam como podem, mas é complicado”, lamenta Gislaine.

Sonho da casa própria

Sonhando em um dia conseguir sair do aluguel, a diarista ressalta que gostaria de construir uma casa no mesmo terreno da casa de sua mãe e, assim, conseguir diminuir suas despesas.

“Minha mãe tem um terreno que dá para eu construir uma casinha, não precisa ser grande, só queria me livrar do aluguel porque não consigo mais arcar com todas as despesas sozinha. O problema é que todo mês é muito difícil conseguir pagar as contas e não sobra dinheiro para comprar os materiais que preciso’’, destacou.

Para tentar conseguir doações, Gislaine até realizou uma campanha online, onde você pode clicar aqui, mas até o momento, ela não conseguiu realizar o sonho de ter sua casa própria.

Doação

Se você se interessar em ajudar essa mãe guerreira, pode entrar em contato direto com ela pelos números: (67) 984538595 ou (67) 992997853.